REGIÃO - 40 jovens voluntários vigiam Serra da Cabreira

REGIÃO -
40 jovens voluntários vigiam Serra da Cabreira

São cerca de 40 os jovens voluntários que diariamente sobem à Serra da Cabreira para, no âmbito do Programa “ Vieira Vigia”, efetuarem ações de vigilância, prevenção e limpeza da Serra da Cabreira. O Município salienta que o grupo integra a 2ª edição do Projeto de Voluntariado“ Vieira Vigia”, promovido em parceria com o Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ),  e pela Associação para o Ordenamento da Serra da Cabreira.

Em visita à Serra da Cabreira, o autarca vieirense sublinhou a importância do projeto para o concelho. “ os jovens voluntários vão, nos meses de verão, vigiar, sensibilizar a população que circula na serra, para as boas práticas ambientais, limpar pontualmente os resíduos mais simples que as pessoas vão deixando pela floresta e, ainda, alertar as autoridades em caso de incêndio”, disse António Cardoso.

E acrescentou: “ O Município, já em anos anteriores, tem assumido uma atitude pro ativa na área do voluntariado, da vigilância da floresta e da prevenção e combate de incêndios, tendo este projeto, promovido pelo IPDJ, caído que nem uma luva nos objetivos que o município persegue”.

PUBLICIDADE

Para o autarca, “este projeto, aliado a outras medidas promovidas pela Autarquia em termos de prevenção e vigilância florestal ( postos de vigia e sapadores florestais), traduz-se numa vigilância mais abrangente, mais capaz e mais eficaz na resposta às ocorrências”, sustentou.

António Cardoso conclui que, assim, “o território florestal está mais protegido, graças à junção de todas estas sinergias, que passam pela ajuda dos jovens e de todas as entidades parceiras, na luta por um objectivo comum que é a Serra da Cabreira.”

Os jovens são acompanhados, no terreno, por técnicos florestais e da proteção civil do Município, para fazerem ações de vigilância na floresta, um contributo dos mais novos para prevenir a ocorrência de incêndios nas florestas de Vieira do Minho. O programa tem a duração de três meses, e cada projeto individual só tem a duração de 15 diasOs jovens ficam obrigados à prestação de 5 horas diárias, recebendo por isso um subsídio no valor de 180 euros, por projeto. Os jovens que andam no terreno receberam a visita do presidente da Câmara, António Cardoso e da representante do IPDJ, Glória Teixeira.

Na ocasião, o edil ofereceu-lhes material identificativo, nomeadamente parkas, t-shirts, bonés, e mochilas.