VILA VERDE

VILA VERDE -

8ª edição do MobiCurtas contou com participação de Abi Feijó, mestre do cinema de animação

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A Casa do Conhecimento de Vila Verde acolheu, esta quarta-feira, a 8ª edição do MobiCurtas, um evento que contou teve a participação especial de Abi Feijó, realizador e produtor cinematográfico, detentor de vasta obra na curta-metragem de animação e com reconhecimento internacional. O evento teve uma assistência de mais de 600 pessoas, entre alunos e professores.

A iniciativa, realizada em duas sessões, uma de amanhã e outra de tarde, contou com a presença da Vereadora da Cultura, Júlia Fernandes, que destacou o «forte cariz» do projecto, «ansiado pelos alunos das escolas do concelho e que ao longo dos anos os tem envolvido sempre de modo distinto, potenciando novas aprendizagens», pode ler-se em nota enviada. Destaca, ainda, a «importância da participação de excelência de Abi Feijó», um indiscutível Mestre do Cinema de Animação e um significativo contributo para o MobiCurtas.

As sessões foram assistidas à distância por um vasto número de participantes, nomeadamente professores e alunos em contexto de aula, numa «estimativa de mais de 600 pessoas abrangidas».

PUBLICIDADE

Da apresentação, fez parte um conjunto de filmes comentados após visualização, havendo sempre especial destaque para a variedade de técnicas utilizadas e para a contextualização do momento em que foram realizados ou produzidos. Dado o vasto leque de técnicas que utiliza, desde o recorte, à plasticina, à areia, ao lápis entre muitas outras, sublinhou que a sua «técnica preferida é mudar de técnica». Quanto à sua postura perante o cinema de animação, passa por «impor-se a desafios constantes que incentivem a criatividade e a aprendizagem, encontrando no novo e na mudança a  motivação».

O cineasta presenteou o público com as curtas-metragens “Oh que Calma”, “Fado Lusitano” e “Casa Museu de Vilar” de sua autoria, “Kali, O Pequeno Vampiro” de Regina Pessoa, “Amélia e Duarte” de Alice Guimarães e Mónica Santos e “Ride” de Paul Bush e, ainda, três filmes resultantes de workshops “Aves Raras” e  “Assombriação” da EB Lousada Este – Caíde de Rei e “ O tempo não para” da Escola Secundária de Lousada.

“MOBICURTAS”

Este projecto – desenvolvido em parceria com a Rede de Clubes Casa do Conhecimento, da qual faz o Agrupamento de Escolas de Moure e Ribeira do Neiva, o Agrupamento de Escolas de Prado, o Agrupamento de Escolas de Vila Verde, a Escola Secundária de Vila Verde e a Escola Profissional Amar Terra Verde – contou, este ano, com a participação da Rede Casas do Conhecimento, em especial a Casa do Conhecimento da Universidade do Minho, a Casa do Conhecimento de Boticas, a Casa do Conhecimento de Montalegre e a Casa do Conhecimento de Paredes de Coura.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS