Director lembrou questão do financiamento -

Director lembrou questão do financiamento - -

Agrupamento de Escolas de Moure e Ribeira do Neiva entrega diplomas e certificados a 45 adultos

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O Agrupamento de Escolas de Moure e Ribeira do Neiva entregou os diplomas e certificados aos adultos que frequentaram o curso EFA e as formações modelares em Tecnologias da Informação e Comunicação e em Inglês e ainda em RVCC PRO em parceria com a Escola Profissional. No total, foram certificados 45 adultos, 17 no curso EFA, 28 nas formações modelares. A cerimónia contou com a presença de Regina Almeida, da Agência Nacional para a Qualificação (ANQEP) e do Presidente da Câmara Municipal, António Vilela.

O director do Agrupamento de Escolas, Armando Machado, revelou que «nos últimos 3 anos lectivos, o Agrupamento de Escolas cumpre o seu papel de serviço público de proximidade à população adulta, certificando 65 adultos com o ensino secundário e 88 adultos em formações modulares de Inglês e Tecnologias da Informação e Comunicação».

A explicação é simples: «somos uma instituição com histórico, equipa experiente e provas dadas na Educação e Formação de Adultos. Aqui, o adulto tem sempre uma oportunidade de completar o seu percurso escolar e profissional. Aqui trabalhamos em rede e encaminhamos sempre que necessário», acrescentando que «aqui valorizamos o que já sabem, a sua experiência profissional, respeitamos os seus ritmos de aprendizagem, adaptamo-nos à sua disponibilidade de tempo, permitindo-lhes adquirir saberes úteis».

PUBLICIDADE

O financiamento voltou a merecer reparos por parte de Armando Machado. «Os apoios financeiros deviam ser muito maiores que aqueles que se divulgam. O desinteresse dos cidadãos é o principal entrave à educação de adultos em Portugal, como afirma a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico, num estudo recente, que recomenda que se criem novas formas de financiar a formação»

Regina Almeida e António Vilela

A representante da ANQEP lançou um desafio, «sem custos», ao Presidente da Câmara para «replicar o modelo deste Agrupamento em todo o Concelho. Que a Câmara seja a mola impulsionadora da educação de adultos, tornando Vila Verde um Concelho exemplar a nível nacional. 50% dos adultos ainda não tem qualquer qualificação concluída».

António Vilela aceitou o desafio e lembrou que «trabalhar em parcerias está no ADN do Concelho», um dos primeiros do país, «no que ao investimento na Educação diz respeito, com 35% do Orçamento canalizado para esta área».

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS