VILA VERDE

VILA VERDE -

António Vilela enaltece «sacrifício» e «determinação» dos vilaverdenses e apela para que «não desarmem»

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, António Vilela, deixou uma carta aberta aos vilaverdenses nas redes sociais do Município, onde sublinha o «sacrifício» e a «determinação» da população na fase que se atravessa. Na mensagem, o autarca destaca ainda que «o assumir das responsabilidades de cada um tornou possível a união de esforços, que evitou um mal maior e permitiu ajudar aqueles que mais precisavam» e deixa o apelo «a todos os Vilaverdenses para que não desarmem».

«Covid-19 – Carta Aberta aos Vilaverdenses

Caras e Caros amigas(os),

PUBLICIDADE

Faz agora aproximadamente um mês que foi decretado o Estado de Emergência Nacional. Durante este período foi solicitado às pessoas, às empresas e às instituições um grande esforço no combate à pandemia provocada pelo novo Coronavírus, a doença Covid-19. Com muito sacrifício, mas também com grande determinação, a sociedade organizou-se, como nunca, numa ação hercúlea, constituindo-se como um grande exército para parar este inimigo que ataca de forma invisível e sem piedade.

No concelho de Vila Verde, também os Vilaverdenses, o poder local, as empresas e as instituições organizaram-se para combater a propagação da pandemia e fazer face às suas contrariedades. O assumir das responsabilidades de cada um tornou possível a união de esforços, que evitou um mal maior e permitiu ajudar aqueles que mais precisavam.

É nestes momentos, de exigência e de grande esforço coletivo, que se põe à prova o sentido de responsabilidade de cada um. No concelho de Vila Verde muitos são aqueles que, de forma solidária, deram e continuam a dar o seu contributo com bens e materiais diversos, com trabalho, com sugestões e ideias que vão sendo acolhidas e implementadas.

Este é o tempo de sermos capazes de pôr de lado as cores e interesses políticos e de canalizar toda a energia para a promoção de medidas capazes de melhorar o bem-estar de todos. Este não é o tempo de campanhas populistas nas redes sociais ou de informações tendenciosas que apenas contribuem para desvirtuar a realidade com objetivos obscuros e de nenhum interesse para o desafio que temos pela frente.

O Município de Vila Verde, em cooperação com as Juntas de Freguesias, com as empresas e com as instituições desde cedo definiram e implementaram um Plano de Ação que tem como objetivo principal o combate à propagação do vírus, o apoio às pessoas, às instituições e proteger a economia. E, como sempre, os mais idosos e os mais vulneráveis estiveram e vão estar sempre no centro da nossa ação.

Com as instituições de saúde locais foi desenvolvido um Plano para facilitar o acesso aos serviços de saúde. Neste âmbito, foi criado um centro de testes Covid-19 em Vila Verde para testar todas as pessoas com sintomas, e mais recentemente, hoje, um centro de rastreio na Vila de Prado para colaboradores dos lares e serviço de apoio domiciliário. Ao mesmo tempo, o município adquiriu dois mil testes para rastrear também todos os idosos que se encontram institucionalizados nos lares ou que beneficiem de apoio domiciliário. E estamos a fazer um esforço continuado no sentido de distribuir material de proteção a todos os que se encontram nos serviços essencias e na linha da frente do combate à doença.

Deixo aqui um reconhecido agradecimento a todos os profissionais de saúde e das IPSS por todo o esforço, empenho e abnegado espírito de sacrifício pessoal e familiar patenteados nos cuidados que prestam a todos os doentes e utentes.

Apesar da evolução da situação, e da previsão de um regresso lento à atividade, deixo aqui um apelo a todos os Vilaverdenses para que não desarmem, pois este continua a ser o tempo de estarmos vigilantes, de não baixarmos os braços na luta contra este inimigo invisível e de prestar atenção e ajudar quem mais precisa.

Neste momento difícil, eu sei que posso contar convosco.

Da nossa parte, podem contar, como sempre, com a nossa dedicação, com o nosso empenho e com a nossa total disponibilidade para, com grande responsabilidade, continuarmos a fazer o máximo por cada um de vós, na certeza de que o faremos sempre com o único objetivo de encontrar as melhores soluções, aquelas que contribuam para dignificar a nossa terra, a nossa gente e o nosso passado e, ao mesmo tempo, assegurem o presente e garantam o futuro.

Nada nos desviará deste rumo».

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS