VILA VERDE

VILA VERDE -

Assembleia Municipal aprovou documentos de prestação de contas respeitante a 2021

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A Assembleia Municipal de Vila Verde aprovou, na noite desta quarta-feira, com um voto contra e 11 abstenções, os documentos de prestação de contas respeitantes ao ano de 2021.

Na apresentação do ponto, a Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, Júlia Fernandes, começou por destacar que o Município «goza de boa saúde financeira», e que num ano «ainda fortemente marcado pela covid-19», o Município conseguiu desenvolver um «trabalho próximo, articulado e profícuo para às populações».

«Continuaremos a trabalhar para que esta política de gestão seja bem feita, gerindo bem os recursos de que dispomos e reforçando a actividade no nosso território».

PUBLICIDADE

«HORA DE INVESTIR NAQUILO QUE FAZ FALTA ÀS POPULAÇÕES»

De seguida, Ricardo Cerqueira, do BE, usou da palavra sublinhando ser essencial uma maior aposta na «questão ambiental» e na área da Cultura.

«É hora de investir naquilo que faz falta às populações para se conseguir ter um futuro mais verde», atirou.

«EXECUÇÃO ÁQUEM DO QUE VILA VERDE PRECISA»

Já Pedro Araújo, do PS, afirmou que «apesar de haver muitas obras executadas e importantes para as populações», «esta (execução) fica muito aquém do que Vila Verde precisa».

«Há diversas obras que se arrastam há muitos anos no orçamento, algumas que nunca viram a luz do dia», frisou o socialista.

«SUSTENTABILIDADE E EQUILÍBRIO FINANCEIRO»

Da bancada socialdemocrata surgiu Susana Silva, apontando que os «documentos são o bom rosto do trabalho executado pelo Executivo em 2021», mostrando «sustentabilidade e equilíbrio financeiro» e com um «bom aproveitamento dos fundos comunitários».

Revelando o voto favorável da bancada que representa, Susana Silva enalteceu ainda a «redução da dívida global», o que «permitiu realizar investimento».

PERÍODO DE ANTES DA ORDEM DO DIA AQUECEU A SESSÃO

Como não seria de estranhar – fruto da manifestação popular ocorrida anteriormente à sessão ordinária da Assembleia – o período de antes da ordem do dia aqueceu o ambiente da Assembleia Municipal, com vários intervenientes a usar da palavra esgrimindo argumentos.

Mais desenvolvimentos na edição impressa de Maio de 2022.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.