REGIÃO

REGIÃO -

Associação lamenta morte de peregrina em Cerveira e alerta para percursos certificados

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A Associação dos Amigos do Caminho de Santiago de Viana do Castelo lamentou a morte de uma peregrina, em Vila Nova de Cerveira, e alertou para a importância de percorrer o itinerário pela Costa certificado e sinalizado.

“Não queremos deixar de sublinhar, a importância de ser percorrido o Caminho Português da Costa certificado e por conseguinte sinalizado. Verificamos, que neste itinerário, existem várias alterações feitas por ignorância ou por interesses comerciais”, avisa a associação, com sede em Viana do Castelo.

Em comunicado enviado à agência Lusa, o presidente da associação, Alberto Barbosa avisou “as autoridades para terem uma sinalética adequada e eficiente e visível ao longo do percurso”.

“Infelizmente, verificamos várias deficiências. Parece-nos que confiam demais em aplicações que os peregrinos possam utilizar”, adiantou.

Recorde-se que uma mulher de 70 anos, peregrina dos Caminhos de Santiago, morreu atropelada por um comboio que seguia no sentido norte/sul na linha do Minho, em Vila Nova de Cerveira.

A mulher, de nacionalidade neozelandesa, fazia os Caminhos de Santiago acompanhada pelo marido e a irmã.

“Os nossos sentidos pêsames à família”, refere a associação que sublinha: “Respeitar a história e a tradição das rotas jacobeias, é fundamental e essencial, para não se perder o espírito do Caminho de Santiago”.

Os Caminhos de Santiago são percorridos por milhões de peregrinos desde o início do século IX, quando foi descoberto o sepulcro do apóstolo Santiago Maior em Santiago de Compostela, capital da Galiza, em Espanha.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
3€ / mês

* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 36€ / ano.