Álvaro Santos – O Vilaverdense

OPINIÃO -

Júlia Fernandes, a vencedora eleitoral

Júlia Fernandes é a grande vencedora das eleições autárquicas. Ganhou, de forma clara, em todas as freguesias do concelho. Este resultado, em primeira instância, é mérito da candidata que conseguiu construir um percurso político sólido, o qual foi reconhecido pelos eleitores. Em segundo lugar, trata-se de uma vitória do PSD, que foi o único partido … Ler mais

OPINIÃO -

O ambiente no debate autárquico

Faltam menos de quatro semanas para as eleições autárquicas. Conhecendo eu os principais candidatos, e sabendo que têm competência para o efeito, espero que nos dias de que ainda dispõem pela frente eles invistam muito do seu esforço em dar a conhecer os seus projectos para os próximos quatro anos. E conto que os projectos … Ler mais

OPINIÃO -

O COVID é uma onda, as alterações climáticas um tsunami

Não quero ser alarmista, mas temos pela frente muito pior do que a pandemia provocada pelo COVID 19. A seguir a esta pandemia outras se seguirão. Serão mais frequentes e pode mesmo acontecer que sejam mais agressivas. Daí estar bem sinalizada a necessidade de serem pensadas, a nível global, soluções que antecipem o que nos … Ler mais

OPINIÃO -

Autárquicas: caminho estreito para a oposição

Por Álvaro Santos Há dois meses escolhi para título da minha crónica, “Autárquicas: Júlia Fernandes com passadeira vermelha estendida”. Escrevi, então, que “os próximos tempos dar-nos-ão informação sobre se a passadeira vermelha estendida a Júlia Fernandes se manterá assim ou se a oposição tem engenho e arte de a retirar dos seus pés.” Pois! Passados … Ler mais

OPINIÃO -

Autárquicas: Júlia Fernandes com passadeira vermelha estendida

Por Álvaro Santos As eleições autárquicas estão aí, já mesmo ao virar da esquina. O actual presidente da câmara, António Vilela, não se pode recandidatar por ter atingido o limite de mandatos. Este facto, conjugado com vinte e quatro anos consecutivos de domínio do PSD, o que naturalmente provoca desgaste político, parecia abrir uma oportunidade … Ler mais

OPINIÃO -

Natal, mesmo em confinamento, nunca deixará de ser Natal

A pandemia obrigou-nos a reinventar a nossa forma de viver. O desafio tem sido grande e extenuante: famílias afastadas, amores adiados, amizades separadas, partidas definitivas não acompanhadas, datas importantes mal celebradas e a angústia sempre presente, face às dúvidas quanto à sobrevivência física e/ou económica. Quem não passou por algo disto nestes últimos meses? Agora, … Ler mais