SAÚDE

SAÚDE -

Autoridades de saúde portuguesas recomendam vacina da AstraZeneca para pessoas acima dos 60 anos

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

As autoridades de saúde portuguesas recomendaram a administração da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 para pessoas acima dos 60 anos de idade, seguindo, assim, a decisão de mais de uma dezena de países. O anúncio foi feito esta tarde pela Directora-Geral de Saúde, Graça Freitas, em conferência de imprensa realizada no Infarmed, em Lisboa, que contou ainda com a presença do coordenador da “task force” do plano de vacinação, vice-almirante Henrique Gouveia e Melo, e do presidente da Autoridade Nacional do Medicamento, Rui Ivo.

Graça Freitas notou que «a Direção-Geral da Saúde recomenda, até estar disponível informação adicional, a administração da vacina da AstraZeneca a pessoas com mais de 60 anos. O plano de vacinação é ajustado para garantir que todas as pessoas são vacinadas com a vacina que protege».

A Directora-Geral de Saúde deixou ainda um apelo para aqueles que já receberam a primeira dose da vacina para que se «mantenham tranquilas», uma vez que as reações adversas que foram notificadas são «extremamente raras».

PUBLICIDADE

“ATENÇÃO” AOS SINTOMAS

A responsável da DGS frisou também que «no entanto, nos 7 a 14 dias após a administração da vacina», as pessoas devem estar «atentas a sintomas como dores de cabeça persistentes, hematomas, manchas vermelhas na pele e sintomas semelhantes a um a AVC. Nestes casos, devem contactar de imediato o médico».

Quanto à toma da segunda dose da vacina da AstraZeneca, a Directora-Geral apontou que quem já recebeu a primeira toma deve manter-se «calmo e confiante».

Graça Freitas sublinhou que «entre a primeira e a segunda dose decorrem cerca de três meses. Esta vacina tem um intervalo entre doses que é grande. Nestes três meses vamos ter informação adicional, quer da firma produtora, quer da Agência Europeia do Medicamento (EMA), e agiremos em conformidade».

PAÍSES QUE DECIDIRAM NÃO ADMINISTRAR A VACINA

Vários países decidiram não administrar a vacina da AstraZeneca abaixo de certas idades por uma questão de segurança: 30 anos no Reino Unido, 55 anos em França, Bélgica e Canadá, 60 anos na Alemanha, Itália e nos Países Baixos ou 65 anos na Suécia e na Finlândia.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS