VILA VERDE

VILA VERDE -

Beatriz Santos passa a ser a “Provedora para as Crianças de Vila Verde”

Beatriz Santos, professora e ex-presidente da CPCJ, é a Provedora para a Proteção dos Direitos da Criança e das Famílias no concelho de Vila Verde. A função foi criada no âmbito do plano de ação de Vila Verde como ‘Cidade Amiga das Crianças’, avança o município de Vila Verde. Em nota enviada à nossa redação, destaca ainda que «a UNICEF valoriza a iniciativa do Município de Vila Verde como inovadora e boa prática a ser seguida».

De acordo com a autarquia, a provedoria destina-se «a defender os direitos das crianças e a assumir um trabalho especificamente orientado para questões ligadas aos mais novos e aos seus contextos familiares».

Beatriz Santos, professora e ex-presidente da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ), foi a escolha do Município para a nova função, criada no âmbito do desenvolvimento do Plano de Ação Local (PAL) de Vila Verde, como ‘Cidade Amiga das Crianças’ – distinção atribuída pela UNICEF.

A presidente da Câmara de Vila Verde, Júlia Rodrigues Fernandes, justifica a aposta inovadora do Município na criação da “Provedora para a Proteção dos Direitos da Criança e das Famílias”, tendo em conta «a mais-valia que representa para a definição e concretização de políticas e ações, sejam públicas ou privadas, na defesa e valorização dos mais novos».

EXPERIÊNCIA, CONHECIMENTOS E SENSIBILIDADE

A autarca salienta «a experiência, os conhecimentos e a sensibilidade» de Beatriz Santos no tratamento e acompanhamento de matérias relacionadas com as crianças, os jovens e as famílias, demonstrando sempre um comprometimento de grande responsabilidade na defesa dos Direitos da Criança

Elogiando o trabalho e o legado de Beatriz Santos na CPCJ, Júlia Rodrigues Fernandes faz ainda questão de sublinhar a capacidade da Provedora na «mobilização e agilização» de todos os recursos, pessoas e serviços, na resposta a diferentes problemas e desafios sociais.

Como “provedora das crianças”, Beatriz Santos foi convidada pela UNICEF a participar na conferência “Direitos da Criança: Ação Local, Desafio Global”, no Porto, para partilhar as linhas orientadoras da sua intervenção no terreno, que pretende «levar avante de uma forma cada vez mais alargada e abrangente», privilegiando «um trabalho de acompanhamento mais preventivo e promotor de boas práticas».

No âmbito do quadro de competências aprovado pelo mecanismo de coordenação do PAL de Vila Verde como ‘Cidade Amiga das Crianças’, à Provedora cabe «apreciar eventuais exposições, públicas ou privadas, identificadas ou anónimas, de situações que comprometam o bem-estar das crianças, jovens e famílias».

A Provedora para a Proteção dos Direitos da Criança e das Famílias do Município de Vila Verde irá igualmente «velar, a todo o momento, pela proteção dos Direitos da Criança no concelho e pela proteção das suas famílias», acompanhar a implementação do PAL, articular com diferentes pessoas ou serviços de modo a promover soluções para problemas que sejam apresentados ou suscitados, e promover ações de auscultação de crianças, jovens e famílias.

Para eventuais contactos ou solicitações de intervenção da Provedora, os munícipes – nomeadamente crianças, jovens, pais ou cuidadores – podem, desde já, utilizar o email provedoria.crianca@vilaverde.pt.

ovilaverdense@gmail.com

Partilhe este artigo no Facebook
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE