SAÚDE

SAÚDE -

Bloco obriga administração do Hospital de Braga a explicar não actualização de salários na AR

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O grupo parlamentar do Bloco de Esquerda na Assembleia da República (AR) viu aprovada por unanimidade pela Comissão Parlamentar de Saúde a proposta audição do Conselho de Administração do Hospital de Braga sobre a actualização de remuneração e do horário de trabalho dos trabalhadores, em conformidade com o que é praticado nos hospitais públicos.

No documento entregue na AR, o deputado Moisés Ferreira afirma que “há vários profissionais (entre eles assistentes operacionais, assistentes técnicos, técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica, enfermeiros) do Hospital que não tiveram a actualização das suas remunerações e do seu horário de trabalho”.

PUBLICIDADE

O bloquista salienta que “a anterior gestão privada impôs aos trabalhadores salários mais baixos (alguns até abaixo do salário mínimo nacional para 35 horas de trabalho) e cargas horárias semanais mais elevadas; desvalorizou o valor do trabalho dos seus profissionais e pagava muito abaixo do praticado nos hospitais públicos”.

“As más práticas da gestão privada, nomeadamente as remuneratórias, devem fazer parte do passado, pelo que todos os profissionais do hospital de Braga em gestão pública deveriam ter já começado a ser remunerados em conformidade. A passagem para a gestão pública tinha (e tem) como obrigação corrigir estas situações e harmonizar remunerações e horários de trabalho com os que são praticados nos hospitais do SNS de gestão pública”, refere o deputado.

A audição será agendada “para breve”.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS