REGIÃO

REGIÃO -

Bloco questiona Governo sobre salários em atraso nas Termas de Vizela

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Os deputados do Bloco de Esquerda (BE) José Maria Cardoso e Alexandra Vieira querem saber que medidas vai tomar o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social para garantir o pagamento dos salários em atraso nas Termas de Vizela.

No documento entregue na Assembleia da República, os deputados eleitos pelo circulo eleitoral de Braga afirmam que a “situação laboral dos 18 trabalhadores e trabalhadoras é muito preocupante”, uma vez que “os salários do mês de Fevereiro não foram pagos” e que “há a intenção do Grupo Tesal requerer o acesso ao lay-off simplificado, previsto neste período de emergência, mas não foi possível devido a dívidas à Segurança Social”.

Os parlamentares bloquistas referem que “os trabalhadores e trabalhadoras deparam-se sem salário e sem possibilidade de acesso a qualquer outro tipo apoio social, colocando em causa a sua sobrevivência no imediato e a manutenção do posto de trabalho no futuro”.

PUBLICIDADE

“O Bloco de Esquerda entende que o agravamento das condições sociais destas famílias exige uma intervenção urgente do Governo e da Autoridade para as Condições do Trabalho para que os direitos destes trabalhadores e trabalhadoras sejam assegurados, nomeadamente o pagamento dos salários em atraso e manutenção do rendimento neste período de crise”, acrescentam os deputados no documento enviado ao ministério tutelado por Ana Mendes Godinho.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS