BRAGA -

BRAGA - -

Braga assinalou Dia da Protecção Civil

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A Câmara de Braga assinalou, esta segunda-feira, o Dia da Protecção Civil com uma iniciativa de proximidade entre os agentes de protecção civil e a população.

‘Protecção Civil – uma actividade de todos para todos’, foi o mote para uma actividade que decorreu no centro histórico, e que contou com a participação de seis equipas constituídas por operacionais dos bombeiros, Cruz Vermelha, GNR, PSP e Divisão de Protecção Civil Municipal. Cada uma das equipas percorreu a pé um percurso pré-definido com início e final na Praça da República.

“Com esta iniciativa pretendemos promover uma maior aproximação e interacção com os cidadãos, prestando-lhes todas as informações e orientações no âmbito da Protecção Civil de Braga, suas actuações e finalidades”, explicou Altino Bessa, vereador responsável pela Protecção Civil, acrescentando que esta acção “reveste-se de enorme importância e reflecte o empenho do município em envolver os diversos agentes da sociedade no desenvolvimento de políticas e acções no plano operacional da Protecção Civil”.

PUBLICIDADE

Durante o trajecto, as equipas distribuíram material de divulgação e sensibilização sobre várias temáticas relacionados com cada uma das entidades, privilegiando a interacção com os cidadãos e esclarecendo dúvidas junto dos agentes de Protecção Civil de Braga.

Altino Bessa lembrou ainda que o município tem tido uma “estreita colaboração” com todos os agentes de Protecção Civil, “que têm sempre como grande objectivo a salvaguarda de pessoas e bens”, desempenhando um “trabalho silencioso, mas importantíssimo e em articulação com todas as forças de segurança”.

O Dia da Protecção Civil comemora-se anualmente a 1 de Março. Esta efeméride visa sensibilizar para a relevância da Protecção Civil, prestar tributo a todos os agentes de protecção civil, promover a reflexão e o diálogo em torno dos riscos a que territórios e populações estão sujeitos e, ainda, o papel que cabe a cada cidadão no esforço colectivo de criação de comunidades resilientes.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS