BRAGA

BRAGA -

Braga conta com 30 alunos premiados no projecto nacional ‘Milage Aprender +’

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Trinta alunos de Braga foram premiados no âmbito do projecto ‘Milagre Aprender +’, que visa alargar as aprendizagens para espaços de salas de aula virtuais num sistema de aprendizagem misto, procurando garantir a motivação e a melhoria das aprendizagens na área da matemática, mas também noutras áreas de ensino.

Promovido pela câmara bracarense, em parceria com a Universidade do Algarve, o projecto, que permite ainda aos alunos acederem a conteúdos pedagógicos, dentro e fora da sala de aula, abrange o território nacional, é direccionado a professores e alunos do 2.º e 3.º ciclos de ensino.

O projecto tem como principais objectivos a promoção da qualidade do ensino/aprendizagem da matemática para espaços de salas de aula virtuais; implementar o plano de inovação e promoção do sucesso escolar com as salas ‘Aprender + Matemática’ e promover a divulgação do projeto e dos recursos produzidos, propondo a utilização dos mesmos junto dos agrupamentos de escolas.

PUBLICIDADE

Em Braga estão envolvidos os agrupamentos de escolas Alberto Sampaio, Carlos Amarante, Celeirós, André Soares, Francisco Sanches, Maximinos, Mosteiro e Cávado e Real.

Para a vereadora da Educação, Carla Sepúlveda, “a matemática é uma ciência de grande consideração para o desenvolvimento social e cultural do indivíduo, sendo que a sua aprendizagem deve incentivar a curiosidade e desenvolver a capacidade das crianças e dos jovens de formar e resolver problemas que contribuam para a compreensão, auxílio e intervenção no mundo que as rodeia”.

Consciente deste desiderato, , “É nosso dever proporcionar oportunidades de fomento da aprendizagem das várias áreas disciplinares do currículo. É certo que o professor tem um papel fundamental no desenvolvimento pelo gosto das matérias devendo facultar múltiplas experiências, apoiando a reflexão e pensamento crítico dos nossos alunos”, acrescenta Carla Sepúlveda.

Para o efeito “é fundamental que este tipo de ferramentas sejam disponibilizados aos professores, para que lhes seja permitido desenvolver aulas mais activas e com acesso a novas experiências didácticas”. 

“Acredito que a aprendizagem deve respeitar e possibilitar a diversidade para que, em contexto de sala de aula, as abordagens possam ser cada vez mais inclusivas para o Professor e aluno”, acrescenta a vereadora.

“É com base nesta aspiração que o município de Braga continuará a apostar e investir em projectos que se verifiquem como uma mais-valia no desenvolvimento de novas competências e na melhoria das aprendizagens dos nossos alunos”, afirma.

A entrega dos prémios teve lugar nas escolas EB 2/3 de Nogueira, André Soares e Francisco Sanches.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.