CULTURA

CULTURA -

Braga em Risco regressa para transformar cidade na capital da ilustração e da literatura infanto-juvenil

Share on facebook
Share on twitter
Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O Braga em Risco (BER) – Encontro de Ilustração de Braga está de volta. De 6 a 21 de Novembro, a Cidade transforma-se na capital das artes e da criatividade com a realização de um programa repleto de atividades culturais e artísticas em torno da ilustração, da leitura e da literatura infanto-juvenil.

O BER pretende ser um espaço de encontro para as famílias, comunidade escolar e para os aficionados da ilustração que usufruem de inúmeras atividades a realizar no Edifício do Castelo, na Casa dos Crivos, na Galeria do Paço, na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva e na Livraria Centésima Página.

Segundo o curador do encontro, Pedro Seromenho, a 5.ª edição, apresentada esta quinta-feira, ostenta “vários números recorde”, revelando a “maturidade” e o “crescimento” do evento.

PUBLICIDADE

“Este é já um dos maiores encontros da ilustração nacional”, referiu, sublinhando que o evento alia a ilustração à literatura infanto-juvenil.

O escritor adiantou que está a ser preparado um roteiro da ilustração nacional, em que o “Braga em Risco” terá “um papel relevante”.

O presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, afirmou que o encontro, com significa um investimento de cerca de 70 mil euros, é já “uma imagem de marca” da cidade e do concelho, sublinhando ainda que se trata de um evento aberto à comunidade.

Rio destacou ainda a importância do encontro para o sucesso da candidatura de Braga a Capital Europeia da Cultura em 2027, que deve ser apresentada no próximo mês de Novembro.

As exposições, performances e oficinas, as apresentações de livros, os mercados, o cinema de animação e as residências artísticas envolvem mais de uma centena de ilustradores nacionais e internacionais.

Novidade é um minimercado dedicado a vendedores infantis, onde crianças e adolescentes apresentarão os seus dotes, talentos e especialidades e venderão os seus brinquedos, jogos, roupas e livros.

Realiza-se também o Mercado Riscado, onde é possível comprar, observar o trabalho ao vivo e conversar com os ilustradores.

Nesta 5.ª edição, destaque ainda para Bienal de Ilustração lançada pelo município no âmbito da Braga 2021 – Capital da Cultura do Eixo Atlântico e cujo prémio é entregue a 6 de Novembro, na Galeria do Paço. 

A cerimónia inclui a inauguração da exposição dos 51 trabalhos dos 17 finalistas da Bienal que foram desafiados a representar o património material e imaterial do território do Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular. 

A exposição colectiva ‘Braga 22×22’ é outro dos pontos altos do programa, uma iniciativa que conta com a participação de 22 ilustradores nacionais que vão transportar as personagens de 22 fábulas para monumentos e paisagens bracarenses. Os trabalhos estarão expostos na Casa dos Crivos.

Nesta edição, os artistas em destaque são António Jorge Gonçalves, David Pintor, Mafalda Milhões, Marta Madureira, Teresa Cortez e Sebastião Peixoto.

A par da forte componente pedagógica, que leva diversos ilustradores às escolas do concelho, o BER envolve este ano o comércio tradicional com a decoração de montras na rua do Castelo, rua de S. Marcos e rua do Souto com ilustrações das artistas Anabela Dias, Cátia Vidinhas e Evelina Oliveira.

De referir que o Prémio Bienal de Ilustração conta com a parceria da Escola Superior de Design do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave e da Associação Galega de Profissionais de Ilustração.

O BER é uma iniciativa organizada pelo município de Braga, com a produção da ‘Leituras Encantadas’ e curadoria de Pedro Seromenho.

O programa completo AQUI.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.