SOCIEDADE – Braga investe mais de 10 milhões de euros na inclusão e cuidados de longa duração a idosos

SOCIEDADE –
Braga investe mais de 10 milhões de euros na inclusão e cuidados de longa duração a idosos

Até 2024, a Câmara de Braga vai investir 10,5 milhões de euros, assumindo o compromisso com o princípio 18 do Pilar Europeu dos Direitos Sociais, que refere “a prioridade que deve ser dada à prevenção e promoção da inclusão social e dos cuidados de longa duração, sabendo que todas as pessoas têm direito aos mesmos com qualidade e a preços comportáveis, em especial a serviços de cuidados ao domicílio e a serviços de proximidade”.

“Uma Europa social mais forte só é possível tendo no seu foco as pessoas. Queremos uma Europa não ‘para’ as pessoas, mas sim ‘com’ as pessoas. Assim, trabalhar no sentido de aprofundar a inclusão, o sentido de pertença, a apropriação do espaço material e imaterial tornarão a Europa coesa, integradora, de todos e com todos”, refere o presidente da Câmara, Ricardo Rio.

PUBLICIDADE

“Para combater o isolamento e promover a inclusão social dos idosos, Braga compromete-se a assegurar que estes têm acesso a serviços de cuidados prolongados de boa qualidade, em particular serviços domiciliários e comunitários. Estes princípios estão de acordo com a Estratégia de Desenvolvimento Social de Braga para 2016-2021”, refere o autarca.

AUMENTAR A INCLUSÃO

O investimento de 10,5 milhões de euros até 2024 (1,5 milhões de euros por ano) em serviços acessíveis de cuidados a longo prazo “representa um forte comprometimento do município, referindo-se aos projectos existentes e também aos novos que estão a ser criados”, afirma Rio.

“Vamos investir consistentemente na criação de novas estratégias e soluções inovadoras para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos com mais de 55 anos de idade. Trabalhando para aumentar a inclusão, o sentimento de pertença, o uso do espaço material e imaterial, vamos trazer uma Europa coesa e inclusiva para todos os cidadãos”, diz Rio, assegurando que “o concelho irá continuar a investir de forma consistente na criação de novas estratégias e respostas de alto potencial de impacto, canalizando para o Hub de Inovação Social (em fase de implementação) projectos de inovação e empreendedorismo social com soluções inovadoras”.

Segundo dados da autarquia, o concelho tem 22,2% da população com mais de 65 anos, pelo que este é um tema que merece atenção especial.

Braga torna-se, assim, na quinta cidade a assinar um compromisso com o Pilar Europeu dos Direitos Sociais, iniciativa promovida pela EUROCITIES que pretende estimular a contribuição a nível local para uma Europa mais coesa e inclusiva.