VILA VERDE

VILA VERDE -

Bullire passa temporariamente para Lanhas. Associação continua com a “casa às costas”

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A Bullire – Associação Cultural de Vila Verde anunciou nas redes sociais que os seus bens serão armazenados temporariamente num espaço em Lanhas, depois de a associação ter saído da escola primária de Vila Verde devido ao início da requalificação daquele espaço.

Na publicação, a Bullire agradece à Junta de Freguesia de Lanhas, na pessoa do seu presidente Bruno Eiras, e à Paróquia da mesma freguesia, através do seu pároco Carlos Lopes, «pela prontidão e amabilidade com que disponibilizaram um dos seus espaços à Bullire, a fim de armazenar, a título temporário, os bens da associação».

PUBLICIDADE

«Em 2019, a Bullire foi deslocada abruptamente para as instalações da antiga Escola Primária de Vila Verde em virtude das obras de requalificação a realizar na antiga Adega Cooperativa, futura Adega Cultural, onde se encontrava sediada. No presente ano, há uns dias, a associação viu-se obrigada a voltar a deslocar-se, sem aviso prévio e sem paradeiro definido, em virtude do projecto de requalificação a realizar nesta antiga Escola Primária», refere a associação.

A Bullire acrescenta que «face à inexistência de uma resposta rápida e viável como a situação exigia, o que revela mais uma vez a carência de espaços para albergar colectividades e para a realização de actividades culturais», a associação «encontrou abrigo por iniciativa própria, entre amigos, na freguesia de Lanhas, a quem hoje vem manifestar o seu agradecimento».

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS