VILA VERDE

VILA VERDE -

Câmara assume encargos para permitir ensino à distância

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A Câmara de Vila Verde vai assumir os encargos necessários para garantir que todos os alunos do concelho tenham acesso ao ensino à distância, anunciou esta segunda-feira a autarquia.

Em comunicado, o Município diz que tomou a «decisão de substituir o Ministério da Educação, que tem a competência e a responsabilidade nesta matéria», «em defesa da inclusão e do interesse dos alunos» do concelho.

PUBLICIDADE

«Já tínhamos assumido esse compromisso e estamos há cerca de um mês a trabalhar permanentemente, juntamente com escolas, professores, associações de pais e Juntas de Freguesia», refere a vereadora do pelouro, Júlia Fernandes.

No comunicado, a autarca adianta que já foram asseguradas respostas e resoluções de casos de carência e falta de equipamentos dos alunos para o ensino à distância.

«Isso foi possível graças ao trabalho conjunto dos Agrupamentos de Escolas e Secundária de Vila Verde, Câmara Municipal e Juntas de Freguesia, que concretizaram um trabalho rigoroso na avaliação sócio-económica e na optimização de recursos disponíveis para responder a situações de carência», refere.

«Embora o fornecimento de computadores e o acesso à internet seja uma competência e responsabilidade do Governo, o Município de Vila Verde vai assumir todos os casos que não foram ainda passíveis de resolução», acrescenta.

TRÊS CENTENAS DE ALUNOS

O comunicado refere que, «de acordo com todo o levantamento exaustivo e efectivo que foi concretizado pelos Agrupamentos de Escolas e Secundária de Vila Verde, foram identificadas cerca de três centenas os alunos em situação de necessidade de apoio».

«Para a grande maioria já foram encontradas soluções, muitas delas mobilizando os recursos das próprias escolas que cederam equipamento informático aos seus alunos, estimando-se que sejam cerca de 70 as situações a resolver pelo Município», esclarece.

COMPUTADORES DISTRIBUÍDOS A PARTIR DE QUARTA

O executivo aprovou os apoios a prestar excepcionalmente a alunos carenciados para acesso ao ensino à distância no âmbito da pandemia da doença Covid-19, tendo Júlia Fernandes adiantado que já esta quarta-feira o Município vai distribuir os primeiros 25 computadores por alunos comprovadamente carenciados.

A vereadora salienta «o trabalho notável que todas as escolas estão a fazer», lembrando que lhes «foi exigido que, num curtíssimo espaço de tempo, mudassem todas as suas dinâmicas para responder com competência e eficácia à situação que urge neste clima de pandemia global».

«Os professores e as Direcções das escolas mostraram uma capacidade extraordinária de adaptação, uma excelente gestão de optimização de recursos, e assim, com o apoio dos Presidentes de Junta, das associações de pais e do Município de Vila Verde, está garantido que nenhum aluno ficará sem ensino à distância», reforça.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS