REGIÃO

REGIÃO -

Câmara de Caminha rescinde contrato celebrado por Miguel Alves para centro transfronteiriço

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A Câmara Municipal de Caminha decidiu rescindir, esta quarta-feira, por unanimidade o contrato de promessa celebrado por Miguel Alves, ex-secretáro de Estado Adjunto do primeiro-ministro, para a construção de um centro de exposições transfronteiriço.

De acordo com a ‘SIC Notícias’, a autarquia exige ainda que os 300 mil euros já adiantados sejam devolvidos.

A integração na ordem de trabalhos da reunião camarária, desta quarta-feira, do ponto relativo à autorização para que o presidente da Câmara inicie “os procedimentos tendentes” à resolução do contrato-promessa celebrado em 2020 foi proposta pelo autarca socialista Rui Lajes e gerou a indignação da coligação “O Concelho em Primeiro” (PSD/CDS-PP/Aliança/PPM), que se queixou por ter sido surpreendida com o assunto.

PUBLICIDADE

Alegando desconhecerem a proposta, os três vereadores pediram um intervalo de 15 minutos para analisar o documento que será submetido, na terça-feira, à Assembleia Municipal e com o qual foram confrontados no início da reunião camarária.

Após a reflexão, os vereadores da coligação “O Concelho em Primeiro” aprovaram a integração do ponto na ordem de trabalhos que, após ter sido formalmente apresentado ao executivo municipal, foi aprovado por unanimidade.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.