JUSTIÇA

JUSTIÇA -

Casal que asfixou mulher no Fujacal condenado a 18 e 17 anos de prisão

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O Tribunal de Braga condenou, esta terça-feira, um casal a penas de prisão efectiva por homicídio de uma mulher, num apartamento do bairro do Fujacal, em Braga, em Novembro de 2020.

A pena mais elevada foi para Júlio Pereira, condenado a 18 anos e oito meses de prisão, enquanto a outra arguida, Maria Helena Gomes, foi sentenciada a 17 anos e meio.

PUBLICIDADE

Ambos foram julgados e condenados por homicídio, profanação de cadáver e burla informática.

Durante o julgamento, os arguidos atiraram as culpas um para o outro. Maria Helena disse que, pelas 5h30, de 3 de Novembro, ele pôs-se em cima da vítima, imobilizou-lhe os braços e asfixiou-a com uma toalha embebida em lixívia. Ela assistiu.

Já Júlio disse que foi ela quem matou Maria da Graça e que ele acabou por se calar, com medo que ela viesse a dizer que foi ele, conforme sucedeu.

O móbil do crime terá residido no facto de a vítima, com quem Júlio namorava, ter decidido anular um testamento que havia feito a seu favor, no qual lhe doava um apartamento.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.