VILA VERDE

VILA VERDE -

Chega diz que Vilela não tem «confiança nem credibilidade» para ser presidente da Câmara

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O líder do Chega Vila Verde desafiou esta quinta-feira o presidente da Câmara de Vila Verde, António Vilela, a renunciar ao cargo, na sequência da condenação judicial de que foi alvo, considerando que o autarca «não reúne confiança nem credibilidade» para continuar à frente dos destinos do Município.

Numa “carta aberta”, Fernando Silva questiona Vilela sobre «o porquê de não ter renunciado ao mandato de presidente da autarquia» depois da decisão do tribunal de Braga, que o condenou por prevaricação devido a um concurso público realizado em 2009.

«Na visão política do partido Chega, e após esta condenação e os restantes casos judiciais nos quais o senhor presidente se encontra envolvido, difamando dessa forma o nosso concelho e envergonhando os eleitores que votaram em si, não reúne neste momento nem confiança nem credibilidade para se encontrar à frente da autarquia», refere.

O Chega quer, por isso, que o presidente da Câmara esclareça «qual a sua posição relacionada com este assunto» e acrescenta que, «oportunamente», colocará também questões a Júlia Fernandes, que já foi anunciada como candidata do PSD nas próximas Eleições Autárquicas, devido aos «processos nos quais se encontra envolvida judicialmente».

PUBLICIDADE

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
3€ / mês

* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 36€ / ano.