VILA VERDE –

VILA VERDE – -

Coelho Lima (PSD) defende em Vila Verde reforma estrutural para “puxar” por salários médios

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O cabeça de lista do PSD por Braga, André Coelho Lima, defendeu em Vila Verde a reforma estrutural da gestão salarial na economia para elevar nível da qualidade de vida dos portugueses.

«Puxar pelos salários médios praticados nas empresas é uma aposta central do PSD para promover uma reforma estrutural na economia e na elevação dos padrões da qualidade de vida dos portugueses», referiu.

PUBLICIDADE

Num jantar «com mais de 500 apoiantes», realizado esta quinta-feira, em Vila Verde, Coelho Lima disse que «promover uma distribuição de rendimentos mais justa e equitativa é uma causa que a todos deve mobilizar, porque garante uma sociedade mais evoluída e até economicamente mais saudável».

Apontou o PSD «como o único partido capaz de concretizar uma governação reformadora e impulsionadora do crescimento e do desenvolvimento do país», o candidato referiu que a reforma estrutural que preconiza é «um procedimento já adoptado em empresas de sucesso da região e que é seguido há vários anos em países europeus como a Suécia».

«A ideia é agregar os vencimentos dos trabalhadores aos dos administradores, estabelecendo um rácio que defina um leque salarial que seja equiparado ao que se pratica em média na União Europeia. Representa uma justiça social e uma mensagem política de que os ganhos de uma empresa são para todos», frisou.

Este convívio social-democrata contou com os candidatos a deputados indicados por Vila Verde, Rui Silva e Martinha Soares, a par do barcelense Carlos Reis.

Na iniciativa, o presidente da Câmara de Vila Verde, António Vilela, lembrou as necessidades do concelho, sobretudo no que toca às acessibilidades, com a variante urbana a Vila Verde e a ligação ao parque industrial de Oleiros à cabeça.

São, segundo o autarca, «prioritárias que o desenvolvimento e progresso do concelho, mas que têm sido negadas pelos cortes e cativações do governo PS».

Coelho Lima reiterou como compromisso para a defesa dos dois investimentos, que fazem parte do «caderno de encargos dos candidatos social-democratas para o distrito».

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS