BRAGA:

BRAGA: -

Confiança – Centro Cívico e Cultural apresentado em Lisboa e Porto

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O projeto Confiança – Centro Cívico e Cultural, que pretende abrir a histórica Fábrica Confiança, de Braga, ao público já em Setembro, será formalmente apresentado em Lisboa e Porto. O projeto esbarra, no entanto, na decisão da Câmara de Braga de avançar com a venda do espaço em hasta pública em data ainda não determinada.

Os dois eventos – revelou fonte do projeto -vão decorrer em Julho em antigos espaços industriais das duas cidades reconvertidos em propostas culturais, servindo também para trocar ideias com os fundadores e dinamizadores desses espaços.

PUBLICIDADE

O primeiro evento decorre no Porto, no dia 18 de Julho às 18h30, no Mira Forum. O Mira Forum é um antigo armazém situado na rua de Miraflor (Campanhã), que se tem afirmado como um novo centro cultural do Porto, acolhendo lançamentos de livros, conferências, debates, exposições, concertos e teatro.

No dia 25 de Julho, às 15h, será a vez de Lisboa, com encontro marcado para a livraria Ler Devagar, situada na LX Factory. Este antigo complexo industrial situado em Alcântara apresenta atualmente uma grande variedade de espaços artísticos, criativos e comerciais que se tornaram numa referência da capital portuguesa, sendo um ponto obrigatório de paragem para os turistas que visitam Lisboa.

Nos dois encontros estarão presentes representantes da Plataforma Salvar a Fábrica Confiança e do Mira Forum e LX Factory, na respetiva cidade. Em Lisboa está confirmada a presença de Jorge Custódio, fundador da APAI (Associação Portuguesa de Arqueologia Industrial) e investigador da FCSH da Universidade Nova de Lisboa, e de Leonor Medeiros, professora de Arqueologia Industrial na FCSH da Universidade Nova de Lisboa. No Porto a apresentação contará com a presença de Maria da Luz Sampaio, da direção da APAI e antiga diretora do Museu da Indústria do Porto, e de Daniel Miranda, vice-presidente da Associação Portuguesa para a Reabilitação Urbana e Proteção do Património.

 

CÂMARA SEM VERBA

A Câmara Municipal de Braga – diz a Plataforma de Cidadãos que está na base do projeto – tem afirmado publicamente que não tem verba para transformar a histórica Fábrica Confiança num equipamento cultural tal como previsto na sua expropriação em 2012. O projeto Confiança – Centro Cívico e Cultural pretende ultrapassar esse impasse, contando com os agentes culturais para dinamizar e angariar apoios e com  parcerias nacionais e internacionais, assumindo, ao mesmo tempo, a gestão e programação do edifício durante um período a negociar.

A intenção de avançar com o Confiança – Centro Cívico e Cultural parte das 20 entidades bracarenses que formam a Plataforma Salvar a Fábrica Confiança e que abrangem domínios desde as mais diversas formas artísticas e lúdicas (fotografia, dança, teatro, música, cinema, artes plásticas, jogos de tabuleiro, etc.), à intervenção cívica e defesa do património.

As primeiras iniciativas que as associações se propõem a realizar na Fábrica Confiança são uma das exposições dos 29ºs Encontros de Imagem, já em Setembro, e a celebração do 125º aniversário da Saboaria e Perfumaria Confiança, que se assinala a 12 de Outubro de 2019.

Luís Moreira (cp 8078)

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.