REVELOU O DIRECTOR NACIONAL DA PSP -

REVELOU O DIRECTOR NACIONAL DA PSP - -

Construção de centro de certificação de armas único no país avança no final do ano em Viana do Castelo

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O director nacional da PSP, Luís Farinha, apontou esta quarta-feira para “final do ano, início de 2019” o arranque das obras de construção, em Viana do Castelo, de um centro de certificação de armas, único no país.

O responsável, que falava no final da sessão solene comemorativa dos 142 anos do comando local da PSP, explicou que celebrará com a Câmara de Viana do Castelo “a escritura de cedência do terreno para a implementação do banco de provas”.

Luís Farinha realçou tratar-se de uma estrutura importante para o país, mais do que para a PSP”.

PUBLICIDADE

“Era importante que as armas produzidas em Portugal pudessem ser certificadas cá e não tivéssemos de procurar um banco de provas num outro país”, sublinhou o director da PSP.

Explicou que “a estrutura será dotada de um conjunto de equipamentos que permitem a certificação de inutilização e inativação de armas, o apoio à indústria, mas também aos atiradores, na certificação das armas de fogo”.

Em Fevereiro, a Câmara de Viana do Castelo aprovou, em reunião do executivo, por unanimidade, a minuta do contrato de direito de superfície do terreno, com 43 mil metros quadrados, onde a PSP pretende construir aquele centro, único no país.

Já em 2017, o executivo municipal tinha aprovado, também por unanimidade, a declaração de Interesse Público Municipal do projecto, que vai ser financiado em 75% por fundos comunitários.

O Banco de Provas (BdP) de Armas de Fogo e Munições vai nascer na freguesia de São Romão de Neiva, em terrenos contíguos à fábrica belga de armas FN Herstal, responsável pela produção das armas Browning e Winchester.

Aquela é a maior fábrica de armas de Portugal, estando autorizada pela PSP para produzir até 150 mil unidades por ano.

O responsável adiantou que aquele será o 15.º centro do género em todo o mundo.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS