REGIÃO

REGIÃO -

Consultas de saúde oral gratuitas arrancam em Famalicão

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A Câmara de Famalicão, o Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA) e a CESPU assinaram um acordo de cooperação para a prestação de cuidados de saúde oral gratuitos à população mais carenciada, anunciou a autarquia.
As primeiras consultas já estão a ser agendadas e têm lugar no Hospital de Famalicão onde foram instalados dois consultórios, visitados, esta quinta-feira,  pelo  presidente da autarquia, Mário Passos, , acompanhado pelos presidentes dos conselhos de administração do CHMA e da CESPU, António Barbosa e António Almeida Dias, respectivamente.

O autarca famalicense salientou a importância da parceria estabelecida. “Mais uma vez a Câmara Municipal diz presente quando se trata de apoiar os agregados mais carenciados e fá-lo de forma célere e com custos reduzidos graças a parcerias como a que agora estabelecemos com o CHMA e com a CESPU e que me deixam muito satisfeito”.

“[…]O concelho passa a ter apoio na área da saúde oral para uma população que de outra forma não teria hipóteses de aceder a esses cuidados. Estamos muitos satisfeitos com esta oportunidade que reforça a responsabilidade social da CESPU”, disse António Almeida Dias. .

PUBLICIDADE

já ara o presidente do conselho de administração do CHMA, António Barbosa, este serviço vem “resolver um problema grave que é o problema do acesso à saúde oral e, por isso, o CHMA não podia deixar de cooperar e de trabalhar para a sua concretização”.

Refira-se que a colaboração é tripartida entre o município, o CHMA e a CESPU e contará com uma comparticipação municipal global até ao valor de 68.500 euros.

Na prática, o CHMA cede o espaço para a prestação dos cuidados em Medicina Geral Dentária, bem como o pessoal administrativo; a CESPU apetrecha o espaço com os equipamentos necessários e os profissionais de saúde dentária e assegura as consultas e intervenções a preços reduzidos.

À Câmara Municipal cabe o pagamento do valor respectivo de cada uma das consultas, bem como a sinalização, através da sua divisão de Acção Social, dos agregados familiares que necessitam deste apoio social.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.