VILA VERDE

VILA VERDE -

Credores aprovam compra pela Câmara de Vila Verde do IEMinho por 850 mil euros

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Os credores do IEMinho – Instituto Empresarial do Minho concordaram com a venda do organismo, incluindo o edifício e terrenos anexos, à Câmara de Vila Verde, por 850 mil euros.

Fonte ligada ao processo disse ao Vilaverdense que, agora, o assunto volta ao executivo camarário, para que este aprove uma proposta formal de compra.

PUBLICIDADE

Se os vereadores concordarem, a proposta é então apresentada e votada na Assembleia Municipal, seguindo, se o voto for positivo, para apreciação do Tribunal de Contas.

Conforme havíamos noticiado, o Novo Banco, que é credor de 1,1 milhões de euros, dera já aval positivo ao valor proposto, 850 mil euros.

O organismo tem vindo a ser administrado pelo administrador judicial, o advogado Nuno Albuquerque, que conseguiu que as receitas fossem iguais às despesas, ou seja, faz uma gestão corrente sem déficit.

Com a compra, será possível continuar a actividade de promoção do empreendedorismo do Instituto, onde estão instaladas 44 empresas, mantendo-se a incubação de empresas e a formação profissional.

Em 2018, o Tribunal de Famalicão, em assembleia de credores, decidiu liquidar o organismo, que tinha como principal sócio a extinta Associação Industrial do Minho.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS