SAÚDE

SAÚDE -

DGS confirma surtos com origem em encontros religiosos

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O subdirector-geral da Saúde, Rui Portugal, confirmou esta quinta-feira haver surtos de covid-19 que aconteceram em actividades de carácter religioso, nomeadamente na região de Lisboa e Vale do Tejo.

O diário Correio da Manhã noticiou que seis de 12 padres que participaram num encontro da organização católica Opus Dei, em Vila Nova de Gaia, testaram positivo ao covid-19 e que o número pode aumentar nos próximos dias, já que ainda falta conhecer o resultado de alguns testes.

PUBLICIDADE

Questionado na regular conferência de imprensa de actualização da informação sobre a covid-19 sobre se há surtos em outros locais do país com origem em encontros religiosos, Rui Portugal disse não conseguir “precisar o número exacto de surtos”, mas afirmou que existem “a nível nacional, em particular na região de saúde de Lisboa e Vale do Tejo”.

“Lembro-me que, de facto, existem duas ou três situações na região de Lisboa e Vale do Tejo” ligadas a confissões religiosas de carácter protestante, disse o subdirector-geral da Saúde.

Rui Portugal aproveitou para lembrar que “tudo o que seja aglomerações de pessoas em qualquer tipo de eventos, nomeadamente de carácter religioso, particularmente em meios fechados, são zonas de risco e devem ser cumpridas todas as orientações não só da DGS”, mas também as orientações globais e locais.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS