RECICLAGEM

RECICLAGEM -

Dois novos ecopontos reforçam recolha selectiva em Vila Verde

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Como forma de assinalar o Dia Mundial do Ambiente, que se comemora este sábado, a Braval colocou dois novos ecopontos no concelho de Vila Verde, na zona da Ponte Nova (Loureira) e em Oleiros.

Segundo a Braval, trata-se do reforço da capacidade de recolha selectiva de resíduos, que está a ser feito através da aquisição e instalação de 150 ecopontos subterrâneos e 200 ecopontos de superfície.

PUBLICIDADE

Este é um processo que está a decorrer no âmbito da  candidatura “Optimização e reforço da rede de recolha selectiva e da gestão de resíduos ao nível das produção e reciclagem da Braval”, financiada pelo POSEUR (Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos), através do Portugal 2020 e do Fundo de Coesão da União Europeia, no valor global de 4,5 milhões de euros.

Desta candidatura fazem parte ainda a aquisição de três novas viaturas para recolha selectiva multimaterial, equipadas com grua e caixa compactador, o reforço da recolha selectiva de OAU (óleos alimentares usados) através da aquisição de 100 óleões de superfície para colocação na via pública.

Também prevê a reformulação do sistema de triagem multimaterial instalado na Braval (dotado de apenas uma linha para as fracções papel/cartão e plástico/metal), através da adaptação da Unidade de Tratamento Mecânico para triagem da fracção amarela (plástico/metal) do ecoponto, aproveitando o avultado investimento feito no sistema de separação óptica, e reconversão da actual Estação de Triagem para separação única da fracção azul (papel/cartão) e um sistema de gestão de frota e do nível de enchimento e recolha.

Foram realizadas campanhas de sensibilização ambiental, junto dos vários públicos-alvo, através das quais foram distribuídos ecopontos domésticos e ecopontos em cartão para instituições, entre outras acções.

COMPOSTAGEM

«Noutro projecto em que a Braval está envolvida, o Res2ValHum, co-financiado pelo Interreg, tendo como objectivo a optimização da qualidade do composto Ferti+, resultante da valorização dos resíduos orgânicos da recolha indiferenciada, dotamos todas as escolas da nossa área de abrangência, com ecopontos de 120L para espaços comuns e ecopontos em cartão para todas as salas de aula», refere a empresa.

Este projecto comtempla ainda a promoção da compostagem doméstica, com o fornecimento de compostores à população e instituições. Estão ainda a ser distribuídos 20.000 sacos-ecoponto para incentivar à separação dos resíduos e, por conseguinte, melhorar a qualidade dos resíduos orgânicos.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.