APRESENTAÇÃO NA QUARTA-FEIRAEmpresa Aveleda investe sete milhões em vinho verde em Ponte de Lima

APRESENTAÇÃO NA QUARTA-FEIRA
Empresa Aveleda investe sete milhões em vinho verde em Ponte de Lima

A Aveleda S.A., empresa líder na Região dos Vinhos Verdes, apresenta no próximo dia 13 de Junho, pelas 10h30, na aldeia de Cabração (Ponte de Lima), o seu mais recente projecto vitícola, que se insere no plano estratégico de desenvolvimento e sustentabilidade agrícola da empresa e, tanto pela sua dimensão como pelas diferentes vertentes do mesmo, reveste-se de grande importância económica e social para a região.

Fonte da firma adiantou hoje que, «neste projecto, a Aveleda S.A. irá investir cerca de 7 milhões até 2020. Na sua totalidade, irá representar a plantação de cerca de 200 hectares de vinha na aldeia de Cabração, passando a ser o mais relevante projecto desenvolvido, até hoje, na Região Demarcada dos Vinhos Verdes».

PUBLICIDADE

Na apresentação, a administração da Aveleda S.A divulga a sua estratégia para os próximos anos, bem como o modo como o projecto em Cabração se enquadra nessas directrizes.

Estão já confirmadas as presenças de representantes do IVV – Instituto do Vinho e da Vinha, CVRVV – Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes e o Director Regional da Agricultura.

NO VINHO VERDE DESDE 1870

Desde 1870, a Aveleda tem sido gerida e cuidada pela mesma família, mantendo desde essa data o mesmo apelido varonil: Guedes. A história da família Guedes – diz o site da empresa – passou sempre pela Quinta da Aveleda, que já faz parte da identidade da família.

Aveleda é um nome com várias gerações. Os primeiros registos de venda de vinho engarrafado datam de 1870, pela mão de Manuel Pedro Guedes (1837-1899), conhecido pela sua forte vocação empreendedora e considerado o fundador do negócio tal como o conhecemos hoje.

O seu trabalho deu frutos e a qualidade dos vinhos da Aveleda começou a ser reconhecida, como o comprovam as medalhas de ouro arrebatadas nos concursos internacionais de Berlim (1888) e Paris (1889).

Hoje, a empresa continua a pertencer a 100% à família Guedes, sempre empenhada em manter este legado familiar que já passou por várias gerações.

Filho de Manuel Pedro Guedes, Fernando Guedes da Silva da Fonseca (1871-1946) deu continuidade ao trabalho do seu pai, aumentando significativamente a capacidade produtiva da Quinta.

Sucederam-lhe sete filhos, tendo Roberto Van-Zeller Guedes (1899-1966) liderado o negócio familiar, dedicando toda a sua vida ao trabalho na Aveleda.

A 4ª geração é composta pelos seis filhos de Roberto Van-Zeller Guedes: Fernando, Luís, António, Maria Isabel, Maria Helena e Roberto – que gerem hoje os destinos da empresa em conjunto com a geração seguinte: 14 primos que compõem a 5ª geração.