BRAGA

BRAGA -

Empresa tecnológica de Braga combate a covid-19 ‘matando’ filas de espera

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A empresa tecnológica Q-Better, de Braga, criou uma plataforma Cloud para gestão de entradas e de fluxo de clientes, de utilização gratuita, intitulado ‘QR-Queue’, que minimiza o perigo de contágio por covid-19 ao evitar ajuntamentos de pessoas em filas de supermercado ou lojas, balcões de serviço público e noutros locais públicos.

O seu gestor, Fernando Mendes adiantou esta sexta-feira que o interessado, um empresário ou mesmo um gestor público, tem apenas de se registar, criando uma conta na plataforma, onde poderá criar estabelecimentos ou locais.

PUBLICIDADE

Cada um destes estabelecimentos terá um código QR, idêntico a um código de barras. Imprime esse código QR e coloca-o à entrada do respetivo estabelecimento, em local visível e acessível ao cliente, de forma a que possa ser lido por um smartphone. Com a leitura do código QR, o sistema gera, então, uma senha virtual que fica visível no smartphone do cliente. Juntamente com a senha, o cliente vai sendo avisado que a sua vez se está a aproximar até ao aviso final da chegada da sua vez.

“É tudo efetuado a partir do smartphone, em qualquer local onde o cliente estiver a esperar e não há qualquer tipo de toque com a mão num equipamento, como sucede com as máquinas habituais de ‘tirar’ senhas”, explica.

A plataforma disponibiliza também uma ferramenta de contagem, para que seja acompanhado o número de pessoas no interior do estabelecimento.

A tecnologia desenvolvida – diz o empresário – é um auxiliar precioso no cumprimento das directivas da DGS e respeita o regulamento geral de protecção de dados, não sendo recolhido qualquer dado pessoal, nem sendo instalado qualquer software no telefone.

Com esta solução, em vez de ficar numa fila de espera, muitas vezes longa, o utente pode ir dar um pequeno passeio ou sentar-se no seu próprio automóvel, mantendo, assim, a necessária distância social e aproveitando melhor o tempo. Quando a sua vez estiver a chegar, o sistema avisa-o, dizendo, por exemplo, que faltam três números para que possa entrar no espaço.

Para as pessoas que não são portadoras de smartphone, a plataforma permite que um funcionário do estabelecimento ou local, lhes gere uma senha, também sem que haja contacto manual, contrariamente ao que acontece com qualquer máquina ou equipamento informático.

“É um método que gere o fluxo de pessoas, sem filas, com mais segurança e mais conforto e com clientes mais satisfeitos”, sublinha.

A Q-Better havia preparado um sistema semelhante para ser usado, por exemplo, em lojas do cidadão ou espaços de atendimento governamentais e municipais, que apresentou, já este ano, na feira ISE 2020 em Amesterdão, tendo resolvido adaptá-lo à luta contra a pandemia e disponibilizá-lo a toda a população de forma gratuita.

“Temos a plataforma já em uso em 33 países, e estamos a oferecê-la em Portugal, como contributo para um combate que é de todos”, salientou.

A tecnológica bracarense prepara para muito breve e também de forma gratuita, o lançamento de uma plataforma para produção de ementas digitais acessíveis ao consumidor, directamente do telemóvel e igualmente através de leitura de um código QR, para dar uma ajuda à recuperação do sector da restauração.

Mais informações www.q-better.com/q qr-q-pt/

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS