DESTAQUE (Região). ‘Energizarte’ da EDP leva arte urbana a freguesias de Braga a pensar na inclusão social

DESTAQUE (Região).
‘Energizarte’ da EDP leva arte urbana a freguesias de Braga a pensar na inclusão social

A Câmara de Braga e a Fundação EDP apresentaram esta sexta-feira, o ‘Energizarte’, um projecto que visa a implementação de intervenções artísticas de arte pública em meio rural, particularmente em territórios de baixa densidade, como instrumento de inclusão social.

Para o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, o ‘Energizarte’ constitui “um compromisso com o território”. “Esta é uma iniciativa que vai reinventar o mobiliário urbano que a EDP possui nas freguesias que integram este projecto que deixará marcas no território”, salientou o autarca na sessão que contou ainda com a presença da vereadora da Cultura, Lídia Dias.

PUBLICIDADE

Enquadrado na Arte Pública Fundação EDP, o projecto decorre nas freguesias do concelho: Padim da Graça; Merelim S. Paio, Panoias e Parada de Tibães; Palmeira e Crespos e Pousada.

Juntando artistas consagrados (João Martinho Moura, Sebastião Peixoto e José Pedro Santos) com artistas locais, o ‘Energizarte’ prevê um processo participativo com a população local, de forma a dar corpo a um conjunto de intervenções artísticas, tendo por base o património cultural, as tradições locais e as situações sociais concretas.

A par da intervenção num conjunto de cabines eléctricas da EDP existentes nas referidas freguesias, o projecto vai possibilitar intervenções na Escola Básica de Crespos e no muro da praia fluvial de Merelim S. Paio.

www.pressminho.pt