EDUCAÇÃO –  EPATV assume-se como Escola Protectora dos Direitos das Crianças

EDUCAÇÃO –
EPATV assume-se como Escola Protectora dos Direitos das Crianças

A Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV) hasteou esta terça-feira a Bandeira do Selo Protector dos Direitos das Crianças, após uma sessão de divulgação da Declaração Internacional aprovada em 1949.

Perante um auditório repleto de alunos, desafiados a proteger os Direitos das Crianças e Jovens, o director da escola, João Luís Nogueira, anunciou a publicação de uma brochura que assinala os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, no dia 10 de Dezembro, em mais um gesto da EPATV para se «afirmar como escola inclusiva, solidária e humanista».

«Todos estamos convocados a construí-la. Nós somos os primeiros responsáveis pela nossa proteção, se não o fizermos deixamos a nossa proteção na mão dos outros. Quanto maior capacidade tivermos de intervir, menor será a capacidade dada aos políticos ou ao Estado para intervir na nossa vida», disse.

PUBLICIDADE

A sessão abriu com a exibição de um vídeo sobre os Direitos da Criança realizado numa parceria dos Alunos do Curso Profissional de Design Gráfico e da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Vila Verde.

A vereadora Júlia Fernandes elogiou o «excelente trabalho» que a EPATV desenvolve com projectos como o Eco-Escola, EPAjuda e o filme  “Girito” em parceria com a CPCJ e formulou o desejo de levar este Selo Protector «a todas as escolas do concelho de Vila Verde», no âmbito de uma candidatura à Rede Europeia de Cidades  Amigas das Crianças.

A iniciativa contou ainda com a participação da presidente da CPCJ de Vila Verde, Beatriz Santos, da irmã Emília Almeida, da Congregação da Sagrada Família, e de cinco técnicas da Escola de Psicologia da Universidade do Minho.