ENSINO SUPERIOR

ENSINO SUPERIOR -

Escola de Ciências da UMinho planeia novas instalações

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A Escola de Ciências da Universidade do Minho (ECUM) comemorou os seus 49 anos. José Manuel González-Méijome partilhou desejo de novas instalações, as quais anseia que sejam concluídas entre cinco e dez anos. «Poderá vir a ser o projeto de maior envergadura da UMinho nas décadas recentes», avançou. Nos últimos anos, a escola modernizou o laboratório de Química, as instalações sanitárias e substituiu parte da cobertura.

Ainda, durante a cerimónia, o presidente fez um balanço do passado e planejou o futuro. «Das 32 medidas previstas no Plano de Ação, 97% foram iniciadas, cerca de 90% estão concluídas ou com níveis de execução acima dos 75%, resultando numa execução global de 93%».

As principais conquistas pedagógicas referidas foram a criação da licenciatura em Ciência de Dados em parceria com a Escola de Engenharia, o Observatório ECUM e o aumento de alunos.

Já o reitor da UMinho, Rui Vieira de Castro, elogiou o trabalho da presidência da ECUM, nomeadamente na «concretização do plano de ação» e com resultados muito positivos. Na cerimónia foram atribuídos prémios de reconhecimento a membros da ECUM pela Atividade Pedagógica (Nuno Peres); pela Inovação Pedagógica (Fátima Bento); pelo Impacto da Investigação Científica (José Pedro Basto Silva); pela Transferência de Conhecimento (Luís Filipe Meira Machado); pela Interação com a Sociedade (Dulce Geraldo) e pela Melhor Tese de Doutoramento (Gonçalo Filipe Santos Catarina). Madga Graça e Elisabete Carvalho foram as duas trabalhadoras galardoadas. Houve ainda 13 prémios escolares a alunos.

Ainda, no concurso “Ciência Feita Arte” foram atribuídos quatro prémios.

Para Imagem foram premiados o docente José Brilha, do Departamento de Ciências da Terra da ECUM com “O tempo em camadas”. “The art of breathing”, das alunas Matilde Moreira Mendes e Maria Gomes Santos, do Agrupamento Escolar Camilo Castelo Branco, foi o outro trabalho distinguido.

Na modalidade de Instalação, os premiados foram a docente Alexandra Nobre (Departamento de Biologia da ECUM) e Inês Machado, Dinis Alves e Íris Pacheco, do Agrupamento de Escolas D. Afonso Henriques.

ovilaverdense@gmail.com

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
3€ / mês

* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 36€ / ano.