REGIÃO

REGIÃO -

Estado de emergência adia candidaturas do Prémio ‘Minho Storytelling – Novos Olhares sobre o Minho’ até 31 de Janeiro

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Como consequência do actual contexto pandémico e no seguimento do actual Estado de Emergência, o Consórcio Minho IN, constituído pelas comunidades intermunicipais do Alto Minho, do Ave e do Cávado, decidiu, por unanimidade, renovar o alargamento do prazo de submissão de candidaturas, agora para 31 de Janeiro de 2021.

O Prémio ‘Minho Storytelling – Novos olhares sobre o Minho’ tem como principais objectivos a valorização do património minhoto, material e imaterial, e a promoção de criadores das diferentes áreas artísticas.

PUBLICIDADE

Este prémio destina-se a todos aqueles que queiram participar neste projecto, seja de forma individual ou em grupo.

O regulamento já está disponível para consulta em http://www.minhoin.com/fotos/editor2/regulamento_concurs_estorias_do_minho_julho.pdf.

Este concurso envolve as seguintes áreas de expressão artística:

– Categoria 1 – Conto – O objectivo é escrever um texto original, sob a forma de conto, inspirado na região do Minho, com um mínimo de 5 a 15 páginas. A qualidade literária e a força criativa deverão ser os critérios de valorização dos trabalhos;

– Categoria 2 – Vídeo – O objectivo é criar um ou mais vídeos inspirados na região do Minho, com uma duração máxima de 10 minutos cada, cruzando a experiência artística dos concorrentes com as diversas realidades e imaginários do território;

– Categoria 3 – Media Art/ Realidade Virtual – O objectivo é realizar um projecto artístico inspirado na Região do Minho, com recurso às novas tecnologias. Os trabalhos devem ser documentados sob a forma de vídeo, que deverá ser entregue juntamente com documento descritivo da obra.

Os trabalhos a concurso devem ser submetidos no website do Minho IN – www.minhoin.com – até ao prazo limite de 31 de Janeiro de 2021.

Aos concorrentes classificados nos três primeiros lugares de cada categoria, é atribuído um prémio pecuniário no valor de 3.000, 1.500 e 500 euros, respectivamente, sendo que se realiza uma cerimónia de entrega de prémios em cada edição.

O Consórcio Minho IN afirma que, com este prémio, promove “a preservação e reinterpretação das Estórias que passam de geração em geração, bem como o incentivo ao surgimento de novas narrativas assentes em olhares mais actuais sobre a Região do Minho, reforçando a sua identidade cultural e projectando uma imagem mais atractiva e diferenciadora”.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.