REGIÃO –

REGIÃO – -

Eurodeputada Isabel Carvalhais (PS) alerta em Famalicão para aumento de “refugiados climáticos”

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Isabel Estrada Carvalhais, deputada do Parlamento Europeu (PE), defendeu que a alteração climática “é um problema com uma abrangência transversal nas sociedades’, lembrando os milhões refugiados que provoca e cujo número aumenta todos os anos.

Falando no Clube Europeu da Escola Secundária Camilo Castelo Branco, em Famalicão, sobre Alterações Climáticas um desafio para a Europa’, a eurodeputada socialista referiu que “só em 2018 surgiram mais 17 milhões de deslocados no mundo por circunstâncias ambientais, dos quais 16 milhões devido a comportamentos extremos do meio do ambiente”, o que no seu entender “atesta a intensificação destes fenómenos e o seu impacto sobre os movimentos migratórios.”

PUBLICIDADE

Isabel Carvalhais lembrou o Pacto Global para as Migrações, assinado em Marrocos em Dezembro de 2018 por 164 estados – um total que se explica pelo facto de o pacto não ser vinculativo.

Neste pacto das Nações Unidas, “as alterações climáticas são reconhecidas como uma forte causa das migrações”, o que para Isabel Carvalhais, é um reconhecimento da expressão “refugiados climáticos”.

A sessão debate, muito participada tanto por uma grande plateia de jovens, como por agentes educativos diversos, contou com a participação de alguns especialistas que reflectiram e exploraram a temática das alterações climáticas, que têm estado no topo da actualidade. João Vieira, director Ciência Viva de Braga e Vasco Flores Cruz, biólogo, foram outros dos participantes no debate.

Na parte de perguntas e respostas Isabel Carvalhais não deixou de assumir “a responsabilidade dos decisores políticos nas mudanças necessárias”, embora reconheça que “as sensibilidades são muitas vezes díspares dentro da própria União Europeia, o que acaba por resultar nalguma falta de solidariedade nas deliberações”.

Contudo, realçou que ao longo dos tempos o PE tem revelado uma preocupação crescente com as questões ambientais, como se vê na aprovação no passado dia 23 de uma resolução em que o PE defende um acréscimo de dois mil milhões de euros no orçamento de 2020 para o ambiente, em relação à proposta inicial da Comissão Europeia.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.