CANOAGEM –

CANOAGEM – -

Fernando Pimenta: E já vão 90 medalhas internacionais

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Fernando Pimenta chegou esta segunda-feira de manhã ao Aeroporto Francisco Sá Carneiro, após a conquista de mais duas medalhas, ambas de bronze, em K1 1000 e 5000 metros, nos Mundiais de Canoagem, na Hungria.

O canoísta de Ponte de Lima conquistou, este domingo, a 90.ª medalha em provas internacionais, manifestando-se “muito satisfeito” com os dois pódios obtidos nos mundiais da Hungria e o consequente apuramento para os Jogos Olímpicos.

PUBLICIDADE

“Consegui mais uma medalha, 90 internacionais e mais de 10 em mundiais. Só posso sair contente daqui com a vaga olímpica. Há atletas que foram medalhas em europeus, mundiais e olímpicos que saíram daqui a chorar porque não conseguiram vaga e eu estive nesses cinco primeiros”, regozijou-se, em declarações à agência Lusa.

AZARES

Fernando Pimenta sai com a medalha de bronze em K1 1000 e 5000, duas distâncias nas quais defendia os títulos mundiais de 2018, em Montemor-o-Velho, mas até podia ter obtido melhor lugar na distância mais longa, não fossem os azares.

“Trabalhei muito para chegar aqui em boa forma e conseguir o apuramento olímpico. Consegui. Agora é continuar o trabalho. Esta prova foi muito dura. Ao início não me sentia muito bem, com os músculos presos. Depois sofri alguns toques no início da prova que logo me arredaram do grupo da frente”, lamentou.

Pimenta viu um trio destacar-se, mas depois o atleta belga perdeu a onda dos dois primeiros – “vi que tinha quebrado e não ia ter energia… se o apanhasse muito provavelmente estaria na discussão da medalha” -, pelo que o limiano foi “com tudo nas últimas voltas” até atingir o objectivo do pódio.

Agora, Pimenta espera que os atletas portugueses que ainda não conseguiram vaga olímpica “recebam todo o apoio para que ainda o possam fazer em Maio de 2020”, na derradeira oportunidade, na fase continental.

Quanto a si, garante que desde que sábado conseguiu a vaga a época “já está traçada” pelo seu treinador, Hélio Lucas, prometendo já estar “focadíssimo nos Jogos Olímpicos, com muito trabalho e empenho”.

Portugal sai dos mundiais de canoagem com a vaga em K1 1000 conquistada por Fernando Pimenta, K1 200 por Teresa Portela e K4 500 por Emanuel Silva, João Ribeiro, Messias Baptista e David Varela.

Norberto Mourão estreia-se na canoagem nos Jogos Paralímpicos, em VL2 200, na qual se sagrou vice-campeão do Mundo.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS