VILA VERDE

VILA VERDE -

Fernando Silva (Chega) defende apoios a longo prazo para incentivar natalidade

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O vereador do Chega na Câmara de Vila Verde, Fernando Silva, considera que a criação de um “cheque bebé”, lançado pela autarquia, «não é suficiente» e deve ser acompanhado de «outras medidas a longo prazo».

«Votei a favor da proposta de criação de um vale, mas não chega. Esta é uma medida a curto prazo. Um verdadeiro apoio à natalidade só é possível através de um acompanhamento mais longo, devido à elevada desertificação, principalmente no Norte do concelho», refere.

PUBLICIDADE

Fernando Silva entende que a autarquia «tem de tomar decisões mais eficazes e duradouras» para que tal seja possível.

«No nosso programa eleitoral, defendíamos mais e prometemos promover e apoiar a natalidade para casais jovens com um vale de 100 euros/mês por criança nascida no nosso concelho até aos 8 anos de idade», lembra.

Segundo o vereador do Chega, esse apoio «seria destinado apenas a casais jovens, com filhos com idade compreendida entre os 0 e os 8 anos, e teria de ser utilizado no comércio tradicional» do concelho de Vila Verde.

Tal como “O Vilaverdense” noticiou, a Câmara aprovou, na segunda-feira, uma proposta para a criação de um vale, de 250 euros, para incentivar a natalidade no concelho, já a partir de 01 de Janeiro de 2022.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.