CULTURA

CULTURA -

Festival Internacional de Órgão é referência cultural de Braga

Share on facebook
Share on twitter
Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O som solene dos Órgãos de tubo volta a percorrer a cidade durante o Festival Internacional de Órgão de Braga. De 6 a 15 de Maio, estes instrumentos históricos vão dar corpo a uma programação ecléctica, com obras que vão desde o barroco ao contemporâneo, dos compositores ibéricos aos franceses, italianos e alemães, incluindo um concerto dedicado a Beethoven.

Além do Órgão, o festival conta com os sons de outros instrumentos como o piano, o cravo, o harmónio, o acordeão, a celesta, o clavicórdio e até mesmo os carrilhões das igrejas de Braga. Um «universo instrumental» dado a conhecer por alguns dos mais importantes intérpretes e onde será apresentada a composição vencedora do II Prémio Pedro de Araújo.

«Pela sua autenticidade e características únicas, o Festival Internacional de Órgão de Braga é um evento que congrega vontades de diferentes instituições em torno da promoção do nosso património e da valorização da nossa riqueza cultural. Este evento cumpre um dos desígnios deste Executivo que é trabalhar a dinamização cultural utilizando o património existente e é mais uma oportunidade para que a sociedade contemple, em todo o seu esplendor, o timbre e as características únicas destes órgãos históricos», referiu Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, durante a apresentação do festival, que decorreu esta quarta-feira na Sé Catedral de Braga.

PUBLICIDADE

A valorização, salvaguarda e recuperação deste património tem sido a «imagem de marca deste evento único» que, ao mesmo tempo, vai deixando o seu legado à Cidade. Prova disso é a recuperação do órgão existente na Capela de São João da Ponte que, após o restauro, será inaugurando durante esta 8ª edição, contabilizando sete instrumentos históricos que voltaram a ganhar voz desde o início deste Festival. «Com este Festival, Braga está a contribuir para a aceleração da recuperação deste instrumento musical de excelência, através da valorização e divulgação do seu património histórico», salientou Ricardo Rio.

“EUROPEAN CITIES OF HISTORICAL ORGANS”

Ricardo Rio manifestou ainda a intenção de incluir Braga na ECHO – European Cities of Historical Organs, uma rede europeia de Cidades que possuem órgãos históricos e que promovem a sua divulgação através de acções que contribuem para o conhecimento deste património histórico, não só nas suas cidades mas além-fronteiras.

Os concertos vão decorrer na Sé Catedral de Braga, Igreja de Santa Cruz, Igreja de São Francisco, em Real, Basílica dos Congregados; Igreja de São Marcos, Mosteiro de Tibães, Igreja de São Lázaro e Igreja de Santo Adrião. A par dos concertos, o festival conta ainda com exposições no Museu Pio XII e na Casa dos Crivos.

Toda a programação do VIII Festival Internacional de Órgão de Braga, está disponível online no portal do evento em www.festivalorgaobraga.com

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.