FUTEBOL -

FUTEBOL - -

GD Prado perde na estreia em casa

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O GD Prado não conseguiu dar sequência à vitória conseguida em Esposende, na 1.ª jornada do Campeonato da Pró-Nacional, e perdeu por 1-2, com o Vieira SC.

Os pradenses estiveram a ganhar, com um golo de Moreira, no final da primeira parte, mas depois, nos segundos 45 minutos, a equipa comandada por Miguel Paredes deu a volta no marcador.

As equipas apresentaram-se com algumas cautelas, num jogo com pouca qualidade, sem grande perigo para os dois guarda-redes.

PUBLICIDADE

Os visitantes tiveram a iniciativa do jogo,   mas foram os da casa a criarem duas oportunidades: uma falharam e outra marcaram.

Na primeira, Moreira (33’), com um bom passe, isolou Ferreira que na cara de Pedro Silva, fez o cruzamento, quando estava em boa posição para marcar. Depois, a dois minutos do intervalo, Joy, que perto da linha fundo, fez um bom cruzamento para o segundo poste, onde apareceu Moreira a encostar a bola para o fundo da baliza.

Nesta fase, o Vieira só assustou Daniel aos 16′ e 17′, na marcação de um canto. O guarda-redes não afastou bem a bola, mas Duarte antecipou-se aos adversários e aliviou a bola para fora.

Na segunda parte, Zé Nuno foi obrigado a fazer uma substituição forçada. A central Duarte, com entorse no pé direito, ficou nos balneários e entrou o júnior Jota.

O Vieira continuou a controlar o jogo, mas apenas aos 71 minutos, conseguiu empatar. Num lançamento lateral, a bola caiu na área e após vários ressaltos, Nani de calcanhar, colocou a bola em Ricardo Cruz e este fez o golo.

Volvidos três minutos, Nani rouba uma bola a Diego no meio campo (os pradenses reclamaram falta) e fez um grande passe para a esquerda, onde apareceu Castro a rematar rasteiro para o segundo do Vieira. No entanto, ficámos com a ideia de que Daniel podia ter feito melhor.

A partir daqui, o GD Prado tentou chegar ao golo do empate, com um futebol mais directo, mas apenas Cláudio, de cabeça, esteve perto disso.

Texto: António Silva

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS