CULTURA –

CULTURA – -

Grupo de cidadãos pede condecoração de António Variações pelo Presidente da República

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Um grupo de cidadãos vai apresentar uma proposta para que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, condecore a título póstumo o cantor amarense António Variações, em 2019, quando se assinalam 35 anos desde a morte do artista.

Numa nota enviada à comunicação social, o Coordenador da Comissão Promotora da Homenagem a Variações, Carlos Manuel Dobreira, explica que essa é uma das «muitas acções» que este grupo de cidadãos pretende levar a cabo para homenagear o cantor.

PUBLICIDADE

A Comissão defende também «a atribuição do nome de António Variações a uma rua ou avenida em Braga, assim como a apresentação do livro “Entre Braga e Nova Iorque”, de Manuela Gonzaga, em Braga e Terras de Bouro».

Lançará ainda «um repto para a interpretação das suas canções por parte das bandas filarmónicas de Portugal Continental e Regiões Autónomas, assim como a criação de um roteiro literário-musical de António Variações nos concelhos de Amares e de Braga».

INTENÇÕES DE MISSAS

Já nos próximos dias 3 e 9 de Dezembro, esta mesma Comissão de Homenagem evoca a intenção de missas, em Amares, Vila Verde, Braga, Lisboa e Paris, em memória do cantor falecido em 1984.

No dia 3, serão celebradas intenções de missas na Igreja de Santa Teresa (Braga – 08h00), na Igreja de Santa Cruz (Braga – 11h00), na Igreja de Fiscal (Amares – 19h00) e na Basílica da Estrela (Lisboa – 19h00).

No dia 9 de Dezembro, decorrerão no Sanctuaire de Notre Dame de Fatima-Marie Médiatrice (Paris – 11h00, hora local) e no Santuário do Alívio (Vila Verde – 18h00).

Neste momento, a Comissão é integrada pelos professores Cândida Batista, Cândida Ramoa, Carlos Dobreira, Etelvina Sá e Paulo Almeida e pelos músicos Diana Mendes e Paulo Gonçalves.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS