ENSINO SUPERIOR – IPCA recebeu 3500 candidaturas para 636 vagas disponíveis

ENSINO SUPERIOR –
IPCA recebeu 3500 candidaturas para 636 vagas disponíveis

Na primeira fase do Concurso Nacional de Acesso (CNA), o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), com sede em Barcelos, recebeu mais de 3500 candidaturas para apenas 636 vagas existentes. Mais de mil alunos escolheram aquele estabelecimento de ensino superior como primeira opção.

As notas de acesso aumentaram em todos os cursos de licenciatura do IPCA. A segunda nota mais alta registou-se no curso de Design Industrial (189,0%) seguido do curso de Contabilidade (176,0%).

“O crescimento consolidado do IPCA faz com que este seja hoje uma instituição de referência e procurado a nível nacional. Prova disso foi o facto de o IPCA ter sido a 1.ª opção de ingresso no ensino superior para mais de mil candidatos com uma taxa de excelência de 97,6%”, afirma

PUBLICIDADE

Maria José Fernandes, presidente da instituição, destacando ainda “o facto de as médias de entrada no IPCA serem as melhores de sempre o que faz desta uma instituição com melhor qualidade e mais exigente”.

Para Maria José Fernandes “estes resultados são o reconhecimento e sinal de orgulho e traz ao IPCA um grande desafio para corresponder às expectativas que os novos estudantes trazem. Estão numa jovem instituição que tem o seu crescimento consolidado aliado à excelência do nosso corpo docente”.

ALUNA COM MÉDIA MAIS ALTA É DE BRAGA

Ana Pereira, natural de Braga, foi a aluna com a média de entrada mais alta do IPCA com a nota de 192,2%, no curso de Design Gráfico.

A estudante escolheu este Instituto como a sua 1.ª opção de ingresso no Ensino Superior: “Já tinha uma ideia forte do IPCA e boas referências também, do meu grupo de amigos os que optam por design vêm todos para o IPCA”, refere Ana Pereira que ficou surpresa por ter a nota mais alta da instituição.

A estudante de Design Gráfico espera que este curso lhe abra mais horizontes e seja uma boa recta de lançamento no mundo empresarial.

“Este curso passa por eu conseguir fazer o que quiser e não ficar agarrada a uma empresa ou uma só área”, relata a estudante que, neste momento, pensa enveredar pela Ilustração e Motion Design, referindo que do curso “espero que me abra muitas portas, da instituição não sei se posso esperar mais porque já me tem dado tudo e não tenho que pedir, só agradecer”.