VILA VERDE –  José Morais apresenta proposta para variante à EN 101

VILA VERDE –
José Morais apresenta proposta para variante à EN 101

O vereador do PS na Câmara de Vila Verde José Morais assegura que não baixará os braços, «independentemente do partido que estiver no Governo, até conseguir que a variante à EN 101 seja uma realidade».

Em comunicado, o socialista refere que aproveitou uma iniciativa do partido para frisar essa «necessidade» e «apresentar formalmente uma proposta» relativa à variante à EN 101, «em representação dos vereadores, deputados municipais, autarcas e membros da Comissão Política Concelhia do PS de Vila Verde, mas acima de tudo em representação de todos os vilaverdenses».

PUBLICIDADE

Segundo José Morais, esta iniciativa que se propôs debater ideias paraa região, na presença de dirigentes nacionais, governantes e deputados, «foi importante» porque permitiu transmitir, «de viva voz», «a preocupação que todos os vilaverdenses têm com os acessos rodoviários à sede do concelho de Vila Verde, em especial à zona Norte, sem esquecer a Vila de Prado e as freguesias a sul».

«Alertei os governantes e deputados quanto à necessidade que o concelho de Vila Verde tem de novas acessibilidades rodoviárias e todos os constrangimentos existentes nas vias nacionais rodoviárias que servem a nossa terra», explica.

Uma variante e melhores acessibilidades são, para o vereador socialista, algo «fundamental» para a população e para as nossas empresas instaladas no concelho, pelo que «esta reivindicação tem de ser de todos os vilaverdenses e de todos os partidos».

«Espero que a Câmara de Vila Verde tenha essa capacidade de envolver todos os partidos e todas as forças vivas e personalidades do concelho que tenham capacidade de ajudar nesta luta», realça.

No comunicado, Morais refere que colocará «sempre» os interesses de Vila Verde acima dos interesses do partido, dizendo não se rever «na posição daqueles que falam da variante unicamente para atacar politicamente o Governo do PS» e que abordam o tema «conforme o partido que estiver a governar o país».

«Acredito que o PS nacional e distrital, tal como o fizeram no passado, estarão à altura das expectativas que os vilaverdenses têm para o futuro», assegura.

A intervenção foi feita numa conferência/debate, organizada pela Federação Distrital de Braga dos socialistas, no âmbito da iniciativa “Plataforma de Ideias e Propostas” lançada pela Nacional do PS.