VILA VERDE

VILA VERDE -

José Morais denuncia problemas no abastecimento de água em freguesias de Vila Verde (c/vídeo)

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O vereador do PS José Morais denunciou, esta segunda-feira, falhas no abastecimento de água pública em «várias freguesias» do concelho de Vila Verde, dando como exemplo Carreiras São Miguel, Pico de Regalados, Cervães, Coucieiro e até a sede concelhia.

«Imagine-se a chegar a casa depois de um dia de trabalho, abrir uma torneira para cozinhar ou tomar um banho e o resultado é este: não há água. Encontro-me numa casa em Carreiras S. Miguel, no concelho de Vila Verde, mas podia estar no Pico, em Cervães, Coucieiro ou mesmo no centro de Vila Verde», refere.

PUBLICIDADE

Em comunicado, Morais diz que «são várias as freguesias do concelho com problemas no abastecimento de água», lamentando que o cenário se repita «ano após ano».

«Conseguem imaginar a falta que a água, um bem essencial, faz no nosso dia-a-dia? Pois! Esta é a triste realidade de muitos vilaverdenses. Desde zonas urbanas a zonas rurais, são muitos os locais onde as torneiras ficam frequentemente secas ou onde nem sequer lá chega a rede pública», sublinha.

Considerando que «Vila Verde é um concelho abençoado pela natureza, onde a água é um recurso abundante», o vereador socialista diz que «o problema reside apenas na insuficiência de infra-estruturas de captação e numa boa rede de distribuição».

«Ou seja, temos os recursos naturais em abundância, mas a autarquia não fez os investimentos que devia. Já vamos com 6 mandatos consecutivos do mesmo partido na câmara de Vila Verde. São 24 anos seguidos. Praticamente um quarto de século! Como é possível que passados todos estes anos ainda tenhamos vários problemas essenciais por resolver?», questiona.

José Morais defende que «a Câmara tem obrigação de fazer escolhas de forma criteriosa sobre onde e como gastar o dinheiro», considerando que «não tem definido bem as prioridades de investimento».

«A água é um bem essencial e em pleno século XXI devia estar acessível a todos. Deixo-vos a garantia de empenho e trabalho para que estes problemas sejam resolvidos», assegura.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS