VILA VERDE

VILA VERDE -

José Morais (PS) diz «confiar» nos profissionais de educação e quer «comunidade educativa unida e solidária»

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O vereador do PS José Morais manifestou, esta quarta-feira e em nota enviada, a sua «total confiança nos profissionais de educação». «Sei que eles têm estado a preparar afincadamente o regresso às aulas e sei que tudo estão a fazer para que as escolas sejam lugares seguros», sublinha.

Em comunicado, o socialista destaca que «no momento em que se inicia um ano escolar atípico, carregado de incertezas, quero manifestar a minha total confiança nos profissionais de educação (diretores, professores e pessoal não docente). Sei que eles têm estado a preparar afincadamente o regresso às aulas e sei que tudo estão a fazer para que as escolas sejam lugares seguros».

«Todos estamos a viver um misto de sentimentos: Satisfação, receio e angústia, são alguns deles. Satisfação, por se retomarem as aulas presenciais; Receio, porque o vírus circula de forma preocupante na comunidade e Angústia, porque são muitas as dúvidas sobre o que se avizinha. Devo dizer-vos que eu, como pai de três filhos em idade escolar, também me sinto assim. Apesar disso, repito, tenho total confiança nos profissionais de educação», acrescenta.

PUBLICIDADE

«SEJAMOS UMA COMUNIDADE EDUCATIVA UNIDA E SOLIDÁRIA»

Morais diz ainda que apesar de toda a «imprevisibilidade» que pautará o novo ano lectivo, com «escolas a abrir e a encerrar as suas actividades, ora com aulas presenciais, ora à distância, ora em regime misto», os «professores têm a sua missão bastante dificultada. Porém, sei que tal como aconteceu no ano passado também agora podemos contar com eles».

Mais à frente, alerta também para o papel dos encarregados de educação no processo educativo dos seus filhos.

«E nós, encarregados de educação? Nós também temos responsabilidades. E muitas! Temos de nos envolver ativamente no processo educativo dos nossos filhos. O meu apelo final é que sejamos uma comunidade educativa unida e solidária. Se assim for, será mais fácil enfrentarmos as dificuldades. Acredito que juntos conseguiremos ajudar as nossas crianças e os nossos jovens a crescerem de forma integral, para que então eles consigam alcançar os seus sonhos», conclui.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS