LEGISLATIVAS – José Morais (PS) enaltece trabalho «fundamental e insubstituível» das IPSS de Vila Verde

LEGISLATIVAS –
José Morais (PS) enaltece trabalho «fundamental e insubstituível» das IPSS de Vila Verde

Uma comitiva do PS de Vila Verde, liderada por José Morais, visitou o Centro Social da Paróquia de Covas, onde foi recebida pelo presidente da Direcção da instituição, padre Feliciano Oliveira, e pela directora técnica, Luísa Gonçalves.

«Com esta visita, quisemos, por um lado, inteirar-nos do trabalho e das dificuldades com que a instituição se depara no dia-a-dia e, por outro, transmitir quais as opções políticas do Partido Socialista para a terceira idade», refere.

PUBLICIDADE

Em comunicado, José Morais, que integra a lista do PS pelo círculo eleitoral de Braga, mostra-se «encantado com o trabalho que é feito em Covas e com o projecto que a Direcção tem para esta IPSS», que passa pela reabilitação da antiga escola primária.

«Os nossos idosos ficarão certamente com um apoio fundamental para melhorar a sua qualidade de vida», sublinha.

Para Morais, «há diversas instituições concelhias a fazer um trabalho de excelência, e insubstituível, no sector da terceira idade», graças ao «pensamento estruturado das Direcções das instituições e da competência e da dedicação dos profissionais que nelas trabalham».

«Esta é uma rede que temos de acarinhar e apoiar. É fundamental que se combata a solidão dos mais idosos. Hoje, as famílias têm dificuldades em acompanhar os seus familiares no dia a dia, o que faz aumentar a necessidade de outras respostas sociais, como as que as diversas IPSS dão», conclui.

POLÍTICA DO PS PARA O SECTOR

A visita foi aproveitada para apresentar a política que o PS preconiza para o sector, considerando que «os riscos associados ao envelhecimento, como a dependência e o isolamento, exigem uma capacidade de reorientação dos sistemas de protecção social».

Os socialistas pretendem, por isso, entre outras medidas, «criar um sistema de identificação e sinalização das pessoas a viver em situação de vulnerabilidade associada ao envelhecimento, para efeitos de vigilância específica sediada nos cuidados de saúde primários», assim como «inovar nas respostas para as questões da dependência e do isolamento, tanto em contexto urbano como rural, reforçando não apenas a rede de equipamentos e serviços já existentes».

«Desenvolver um sistema integrado de sinalização de idosos isolados, associado a uma “garantia de contacto” regular, em parceria e estimulando o voluntariado social», assim como «desenvolver, no âmbito do apoio à dependência, modelos de assistência ambulatória e ao domicílio, em parceria com a saúde» são outras da propostas inscritas no programa do PS.