VILA VERDE –
Leilão online do IEMinho acaba no dia 1 de Outubro

O edifício-sede do Instituto Empresarial do Minho (IEMinho), em Soutelo, Vila Verde, assim como alguns bens móveis, está à venda na plataforma “e-leilões” até às 10h30 do próximo dia 1 de Outubro, com um valor mínimo de licitação de 1.323.800,00€.

Recorde-se que o Tribunal de Famalicão, em assembleia de credores, decidiu liquidar o organismo.

PUBLICIDADE

Em 2018, num documento entregue aos sócios, a Direcção concluiu que o IEMinho não tem receitas capazes de suportar a despesa e tem elevada dívida a terceiros, em especial ao Novo Banco, credor de 1,1 milhões de euros e que veio reclamar o seu pagamento antecipado.

Em Janeiro de 2018, na sequência do inquérito judicial que envolve a Associação Industrial do Minho e o próprio IEMinho, foi-lhe cortado o acesso a apoios comunitários. O Instituto tem, no entanto, alguns activos, entre os quais o edifício, com 2650 m2, a que acresce um terreno anexo de 2.500 m2. Avaliados em 3,2 milhões na sua contabilidade.

Foi criado em 2002 e está activo desde 2005. Tem 752 mil euros de capital social repartidos pela extinta AIMinho, Câmara de Vila Verde, UMinho, Associação Comercial de Braga, 2Bvangarve, Adrave-Associação Regional de Desenvolvimento do Vale do Ave e Idite-Minho. Estes três últimos já extintos.

A insolvência foi pedida pela H2com – Unipessoal, de Soutelo, com o argumento de que o IEMinho lhe é devedora de 2.995 euros.