PAÍS

PAÍS -

Marcelo reforça que se Orçamento for chumbado avança para eleições de imediato

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Após o voto contra o Orçamento de Estado por parte do PCP, Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República, reafirmou esta segunda-feira feira que se o documento for rejeitado na Assembleia da República, existirão eleições antecipadas.

Apesar disso, Marcelo Rebelo de Sousa ainda acredita que a proposta será aprovada até à votação final, agendada para esta quarta-feira, 27 de Outubro.

«Até ao momento da votação é sempre possível continuar a falar e a construir o que é desejável, essa é a minha expectativa e o meu desejo. Já sabem que se isso não for possível, é dissolução [do parlamento]», avisou o Presidente da República. 

PUBLICIDADE

Aos jornalistas, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que vai aguardar até ao último segundo da votação do Orçamento do Estado para 2022, e que caso este não seja aprovado, vai dar início de imediato ao processo de dissolução do parlamento. 

O chefe de Estado, à saída do Laboratório Nacional de Engenharia Civil em Lisboa, referiu ainda que este processo de dissolução implica «ouvir os partidos políticos e convocar o Conselho de Estado», depois de conversar com o «presidente da Assembleia e o senhor primeiro-ministro». 

De recordar que o PCP comunicou esta segunda-feira, 25 de Outubro, que vai votar contra o Orçamento do Estado para 2022, confirmando a sua intenção inicial mostrada logo no dia seguinte à entrega da proposta do Governo, enquanto que no passado domingo, também o Bloco de Esquerda reiterou que irá votar contra a proposta, como tinha feito em relação ao Orçamento para 2021.

Com os votos contra dos 10 deputados do PCP, somados aos dos 19 do BE e aos 86 dos partidos à direita (79 do PSD, 5 do CDS-PP, 1 do Chega e 1 da Iniciativa Liberal), o Orçamento do Estado para 2022 será chumbado na generalidade, com um total de 115 votos contra.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS