ÚLTIMA HORA -

ÚLTIMA HORA - -

Mesquita Machado condenado a três anos de prisão, suspensos por igual período

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O ex-presidente da Câmara de Braga, o socialista Mesquita Machado, foi, esta quarta-feira condenado, pelo Tribunal de Braga, a três anos de prisão, suspensos por igual período, pelo crime de participação económica em negócio, em concurso aparente com o de abuso de poder.

O coletivo de juízes absolveu, no entanto, os cinco ex-vereadores do PS, julgados pelo mesmo crime, em co-autoria.

O ex-presidente não compareceu à leitura do acórdão por se encontrar doente. Na opinião do tribunal, o antigo autarca teve intenção de favorecer patrimonialmente a filha e o genro, lesando o erário público.

PUBLICIDADE

O Tribunal concordou com a acusação, segundo a qual, o ex-autarca engendrou uma estratégia – a compra de três prédios – por três milhões de euros – para tentar salvar o genro, José Pedro Castro Rodrigues, e a filha que podiam ficar sem todos os bens pessoais – incluindo uma farmácia -, por causa de dívidas de 2,6 milhões de euros ao BCP e mais dois milhões a Manuel Duarte, um empresário da cidade.

Mesquita Machado, que esteve 37 anos na Câmara, nunca tinha sido condenado em julgamento.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS