BRAGA

BRAGA -

Câmara de Braga aprova proposta do PS de «choque tecnológico» nas salas de aula

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A maioria PSD/CDS na Câmara votou, esta segunda-feira, favoravelmente, na reunião do Executivo, uma recomendação dos vereadores do PS, na qual propõem um “choque tecnológico” para o ensino pré-escolar e para o 1.º ciclo.

A proposta prevê “um plano abrangente, que, pela sua dimensão e exigência de investimento, se efetue ao longo de quatro anos e alcance todos os alunos destes níveis de ensino”.

PUBLICIDADE

Tal plano deve contar com medidas essenciais, tais como a “ligação à rede com a velocidade mínima de 100 Mb/s em todas as salas e jardins de infância; um computador do professor/educador; um quadro interativo por sala do 1º ciclo; um projetor por sala; um computador por cada dois alunos no 1.º ciclo; quatro computadores por sala no jardim de infância.

A recomendação passa, ainda, por dotar cada agrupamento de um técnico de nível IV, com competências em redes e hardware e, ainda, com formação de software educativo, que assegure em permanência a manutenção do parque informático.

Os socialistas querem, ainda, dotar o município de um plano de formação, em articulação com os Centros de Formação de Professores, que responda aos interesses e necessidades de formação / atualização do corpo docente, dos técnicos ligados ao projeto, assegurando as condições logísticas e materiais necessárias da sua implementação.

CÂMARA INVESTIU 400 MIL EUROS

A Câmara de Braga investiu 400 mil euros, nos últimos quatro anos, na renovação do parque informático das escolas do concelho. O seu presidente, Ricardo Rio disse ao Vilaverdense/PressMinho que a modernização do parque escolar, quer em termos de edifícios quer de condições de aprendizagem nas salas de aula vão continuar a ser “uma prioridade”.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS