GÊME –

GÊME – -

Morador denuncia depósito de lixo de obras em terreno municipal

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Um morador denunciou esta segunda-feira o depósito de «inertes e resíduos tóxicos», que diz serem provenientes da obra da adega municipal, num terreno pertença da Câmara de Vila Verde, «que se encontra fechado a cadeado», em Gême. A autarquia diz que o lixo já foi retirado.

O caso foi denunciado ao Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da GNR e à Polícia Judiciária de Braga, através de um “e-mail” em que se podem ver duas fotografias de depósito de lixo naquele terreno.

PUBLICIDADE

«É uma vergonha que a Câmara seja prevaricadora numa matéria tão importante como o ambiente e a recolha de lixo. A lei proíbe o depósito, ainda que temporário, deste tipo de resíduos», refere.

Ao jornal “O Vilaverdense”, fonte da autarquia diz que a Câmara «desconhecia o problema» e que, após alertada por esta denúncia, «procedeu à recolha do material», que nega ser proveniente das obras da adega municipal.

«É uma acusação de todo infundada. Basta uma verificação atenta para se perceber que o lixo não advém daí», refere.

A mesma fonte diz «desconhecer quem depositou o lixo», sublinhando que «o cadeado já foi estroncado por mais do que uma vez».

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.