JUSTIÇA

JUSTIÇA -

MP ultima acusação contra 15 arguidos que traziam droga da Galiza

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O Ministério Público (MP) de Viana do Castelo está a ultimar a acusação de um inquérito por tráfico de droga, que envolve 15 arguidos, residentes em Barcelos, dois dos quais são suspeitos de terem trazido 25 quilos de droga, da Galiza, em Espanha, para Portugal.

Fonte judicial disse que o MP pediu a prisão preventiva dos arguidos Vítor Ferreira e Nuno Rego, apanhados em flagrante delito, em 2020, pelo Núcleo de Investigação Criminal da GNR dos Arcos de Valdevez, mas o juiz de instrução não a promoveu por considerar, a requerimento da defesa, nomeadamente do advogado João Ferreira Araújo, que uma boa parte das escutas telefónicas haviam sido feitas sem autorização judicial.

PUBLICIDADE

O inquérito envolve as mulheres dos dois suspeitos e sustenta que eram coadjuvados por Rogério Araújo e Pedro Vilaça, também com a ajuda das respectivas companheiras.

20 VIAGENS À GALIZA

A GNR detectou que, no Verão de 2020, os arguidos foram mais de 20 vezes à Galiza e numa delas ficaram-se pela margem portuguesa do rio Minho, onde recolheram a droga (haxixe e folhas de canábis) que foi transportada de barco da margem espanhola.

A Guarda apanhou, numa das rusgas feitas aos suspeitos, 10 quilos de haxixe no interior da viatura (já dividida em sacos de plástico para revenda) e numa outra dinheiro e artefactos para a pesagem e embalamento do produto.

A droga era vendida diariamente na zona, a partir das residências dos arguidos, em Remelhe, Barcelos.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS